No peito e na alma !

No peito e na alma !

terça-feira, 25 de abril de 2017

Dorival confirma novidade no Santos para encarar o Paysandu


​O Santos volta a campo na próxima quinta-feira, pela Copa do Brasil, para duelar com o Paysandu. O jogo acontecerá na Vila Belmiro, às 19h30, e será a estreia do clube nesta edição do torneio, já na fase de oitavas de final.

Para o confronto, o técnico Dorival Júnior já confirmou que utilizará Matheus Ribeiro na lateral esquerda no lugar de Jean Mota. O reforço contratado junto ao Atlético-GO ainda não conseguiu se firmar no time e terá pelo menos duas oportunidades para isso, já que Mota também estará de fora do jogo com o Independiente Santa Fe em São Paulo. Contra os mesmos colombianos, fora de casa, o meia improvisado foi expulso no empate em 0 a 0.

A ideia do treinador, dessa forma, é dar maior bagagem e entrosamento a Matheus. A provável escalação deverá ser composta por Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. Por Rodrigo Salomão

Com proposta dos EUA, Longuine espera aumento para renovar



Mesmo faltando apenas uma semana para o término de seu contrato, Rafael Longuine ainda não acertou a renovação com o Santos. Após decidir continuar com o meia, a diretoria do Peixe apresentou uma proposta oficial no início do mês e dava a negociação como certa. Porém, os representante do jogadores pediram um aumento salarial, travando o acordo.

Levando em consideração as últimas boas atuações de Longuine quando foi titular, o estafe do atleta acredita que o alvinegro pode oferecer uma quantia maior. Os valores oferecidos no começo de abril são praticamente iguais do que o meia recebe atualmente.

Além disso, os empresários de Longuine têm como ‘trunfo’ uma recente proposta que ele recebeu de uma equipe que disputa a Major League Soccer, dos Estados Unidos. Vale lembrar que em janeiro, o meia ficou próximo de ir para o Coritiba. Porém, o próprio jogador optou por permanecer na Vila Belmiro.

A permanência de Longuine também foi um pedido do técnico Dorival Júnior. No Santos desde 2015, quando se destacou no Audax, o meia nunca conseguiu emplacar uma boa sequência de jogos no alvinegro.

Nesta temporada, porém, o meia virou uma espécie de ‘talismã’ e assumiu o posto de principal substituto de Lucas Lima. Os jogos de principal destaque de Longuine neste ano foram contra São Bernardo, Botafogo-SP e Novorizontino. Gazeta Esportiva

segunda-feira, 24 de abril de 2017

David Braz esquece Paulista e vibra com antecipação de jogo contra o Paysandu


Já passaram-se 15 dias desde a eliminação do Santos no Paulista, após derrota nos pênaltis para a Ponte Preta. Mesmo com a saída precoce no estadual ainda atormentando a cabeça de alguns santistas, o zagueiro David Braz, personagem principal do duelo contra a Macaca, acredita que a queda é passado.

Autor de um golaço de voleio ainda no primeiro tempo contra o time de Campinas, o defensor foi de herói a vilão ao perder o pênalti que definiu a classificação adversária para as semifinais.

Segundo o jogador, o alvinegro alcançará voos maiores durante o ano.

"Após a eliminação, eu tive uma semana de muito trabalho para fazer um bom jogo contra o Santa Fé e conseguimos. Ajudamos o Santos a não levar gol e a sair com o empate da Colômbia. Procuro trabalhar para dar sequência na temporada. Tem muita coisa para acontecer ainda e podemos nos recuperar dessa eliminação do Paulista", projetou Braz, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé.

Com o Paulistão no esquecimento, o Santos encara o Paysandu, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. ESPN








Loading




'Hoje, não dá gosto ver o jogo do Santos', diz Arnaldo

Inicialmente, existia a possibilidade do confronto diante do Papão acontecer apenas nos dias 03/05, 10/05 e 17/05. Porém, após um pedido do técnico Dorival Júnior ao presidente Modesto Roma Júnior, ficou definido o adiantamento do embate. Pensando no ritmo de jogo, David Braz comemorou a decisão.

"Foi bom antecipar esse jogo. Já que não temos jogos no fim de semana, foi bom. Queremos jogar sempre. Infelizmente, saímos fora do Paulista e agora é pensar nos próximos desafios", concluiu o defensor.

Matheus Ribeiro treina como titular do Santos e deve jogar contra o Papão


Com a ausência de Zeca e Jean Mota, camisa 13 deve ganhar uma oportunidade para ser testado para a Libertadores. Lateral atuou apenas quatro vezes neste ano


Matheus Ribeiro atuou apenas quatro vezes neste ano (Foto: Ivan Storti/Santos)

O lateral Matheus Ribeiro treinou como titular do Santos no treino desta segunda-feira e deve entrar em campo no confronto com o Paysandu, nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. 

Com a ausência de Zeca e Caju, lesionados, e com a suspensão de Jean Mota na Libertadores, o camisa 13 deve ganhar uma oportunidade para ser testado. Ambidestro, o lateral atuou apenas quatro vezes neste ano.

O goleiro Vladimir chegou a treinar entre os titulares, mas voltou a dar lugar a Vanderlei. No fim, o camisa 1 esteve na roda de titulares que tiveram uma conversa por pouco mais de cinco minutos com o técnico Dorival Júnior.

O treinador ainda reuniu o grupo nas dependências do CT Rei Pelé após a atividade para passar vídeos sobre o Paysandu. Lance

Copa do Brasil faz Santos adiantar reformas na Vila Belmiro




O Santos estava aproveitando o "tempo livre" sem jogos na Vila Belmiro para realizar uma série de reformas no estádio. Porém, após a definição de que irá receber o Paysandu, na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), o clube acelerou os serviços e garantiu que o Urbano Caldeira estará pronto para o compromisso de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Anteriormente, a próxima partida no estádio seria apenas daqui a um mês, no dia 20 de maio, um sábado, contra o Coritiba, pela segunda rodada do Brasileiro. Porém, um pedido do técnico Dorival Júnior culminou com o adiantamento do jogo contra o time de Belém, atrapalhando o cronograma de obras no estádio. O último jogo do time profissional dentro da Vila foi no dia 29 de março, contra o Novorizontino.

Segundo a assessoria de imprensa do Santos, está sendo realizada uma recuperação estrutural em todo estádio. Também estão acontecendo serviços no placar eletrônico, refletores e até mesmo fora do estádio. Ainda de acordo com a comunicação alvinegra, esses procedimentos são considerados normais.

Vale lembrar que em janeiro deste ano, parte da arquibancada da Vila, onde a torcida organizada Sangue Jovem permanece durante os jogos, cedeu e caiu sobre a proteção de três camarotes. O local, inclusive, também está passando pela manutenção.

ESPN

Lucas Lima ‘se vinga’ de Jesus e palmeirenses, mas depois apaga post

Se a máxima ‘um dia da caça, outro do caçador’ é válida, ela se aplica ao que aconteceu entre Lucas Lima e Gabriel Jesus. 

Após a queda do Santos para a Ponte Preta, no último dia 10, o ex-palmeirense postou uma mensagem em seu Twitter onde insinuava uma ‘tiração de sarro’ com o rival. Neste sábado, porém, quem caiu para a Macaca foi o Palmeiras. E logo após a partida, o meia santista publicou uma mensagem idêntica a do atacante, hoje no Manchester City, da Inglaterra.

(Foto: Reprodução/ Twitter)

Além disso, Lucas Lima aproveitou para ‘se vingar’ de toda a torcida do Palmeiras. Marcado pelas provocações ao rival, o camisa 10 do Peixe foi alvo de zoações no último dia 10 após o revés nos pênaltis para a Ponte e não perdeu a oportunidade de dar o troco neste sábado. Pelo Snapchat, o santista postou a frase “Deu ruim” seguido de um emoji de porco.

(Foto: Reprodução/ Snapchat)

Porém, após vários comentários revoltados de palmeirenses e até de alguns santistas, o meia apagou os posts nas redes sociais.

sábado, 22 de abril de 2017

Santos prioriza "bons negócios" e prevê venda de jogador na próxima janela


Com dificuldades para gerir os cofres do Peixe, presidente lamenta necessidade de abrir mão de talento no meio do ano: "Vamos ter que vender"

Na virada de ano, o Santos comemorou a manutenção do time titular. Mas na próxima janela internacional de transferências, a partir de julho, a história deve ser diferente. Segundo o presidente Modesto Roma, a diretoria vai precisar negociar pelo menos um jogador.

Com dificuldades para gerir os cofres do Peixe, o mandatário lamentou antecipadamente a necessidade de se desfazer de algum atleta importante para aliviar as contas. O clube voltou a atrasar salários neste ano.

Modesto Roma já lamenta necessidade de venda de pelo menos um jogador na próxima janela de transferências (Foto: Divulgação / Santos)

– Vamos ter que vender. Não vai ter como. Vamos ver as propostas, mas não dá pra fazer futurologia. O objetivo é ter bons negócios. É mais importante ter bons negócios do que bons jogadores (na próxima janela de transferências) – disse Modesto.

O Peixe espera receber propostas por Zeca e Thiago Maia no meio do ano. A dupla de Meninos da Vila já foi sondada por times europeus. Outro que pode sair é Lucas Veríssimo. Por outro lado, a diretoria só atrás de reforços para o Brasileiro e Libertadores em caso de "boas oportunidades".

Em 2016, o Alvinegro negociou Geuvânio com o Tianjin Quanjian, da China, e Gabriel Barbosa com o Internazionale de Milão, da Itália. As negociações renderam mais de R$ 100 milhões. Globoesporte

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Saída de Zeca é iminente e Santos já pensa em reforços


Lateral-esquerdo pode estar de saída rumo ao futebol europeu e o clube praiano já têm conversas com reforços

O lateral Zeca pode estar de saída do Santos rumo ao futebol europeu. Sabendo disso, a diretoria santistas inclusive já mantém conversas avançadas com dois atletas para suprir a ausência do titular.

A expectativa é de que o novo reforço venha do futebol paulista ou carioca e que deva jogar o Campeonato Brasileiro. Nomes e valores são mantidos em sigilo pelo clube praiano.

Zeca é um dos pilares do clube junto com o também lateral Victor Ferraz. Os dois formaram a melhor dupla de laterais do Brasileirão de 2016. Além disso, o jovem de 22 anos foi titular da seleção brasileira na campanha do ouro olímpico.

O jogador já vinha sofrendo investidas dos europeus e no ano passado chegou a rejeitar uma proposta milionária do PSG. Desta vez, entretanto, o alvinegro praiano entende que pode ser impossível segura-lo pelo alto valor da negociação e o sonho do próprio camisa 3 em jogar no velho continente. A informação foi dada pelo jornalista Jorge Nicola, da Rádio Bandeirantes.

Santos muda ideia de jogo e aceita sofrer mais por bons resultados na Libertadores


Antes ofensivo em todas as partidas, Peixe aceita esquema tático mais defensivo, com aposta no contra-ataque, para pontuar fora de casa na competição continental

O Santos alterou a preparação para os últimos jogos, principalmente na Libertadores. Anteriormente, a comissão técnica se preocupava mais em acertar o próprio sistema tático do que estudar o adversário e moldar o time para cada partida.

O técnico Dorival Júnior valoriza a posse de bola, com toques rápidos e no chão, triangulações e atletas que não guardam posição. Na maioria dos jogos, o estilo é mantido. Em outras ocasiões, como contra o Santa Fe e Sporting Cristal, fora de casa, o Peixe admitiu se resguardar na defesa para buscar o contra-ataque. Dois empates foram obtidos.

Na Colômbia, Dorival abdicou de seus princípios para armar um Alvinegro menos ofensivo, postado atrás da linha da bola. Ao fim do primeiro tempo, o lateral-direito Victor Ferraz admitiu que a estratégia era não sofrer gols e tentar arriscar mais na segunda etapa – algo impensável para um time que há pouco tempo se destacava pela facilidade em criar e fazer gols.


Dorival Júnior armou um Santos mais defensivo para empatar com o Santa Fe (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Com o passar dos minutos, os santistas cada vez mais se convenceram da importância do empate. E voltar da Colômbia com um ponto virou vitória após a expulsão de Jean Mota. O time soube se defender e mostrou à comissão técnica que pode também dar a bola ao adversário, sem a necessidade de ter a maioria da posse em todos os jogos.

A ideia inicial era ter a mesma forma de atuar em todas as ocasiões, dentro ou fora de casa. Agora, com resultados recentes não tão bons e a dificuldade da Libertadores, o Santos aceita atacar quando tem que atacar e se defender quando tem que defender.

– Nosso contra-ataque também é uma de nossas armas. Contra o Santa Fe, demos um pouco mais de espaço ao adversário, os chamamos e tivemos boas chances, pecando no penúltimo passe. Com o jogo truncado, saímos um pouco das características, que é ter a posse de bola, para competir mais. E o fizemos bem – explicou Dorival Júnior.

Os dois próximos compromissos do Santos pela Libertadores são em casa – contra Santa Fe e Sporting Cristal. Se o Peixe vencer as duas partidas, garante a classificação às oitavas de final com uma rodada de antecedência. Será hora de voltar a atacar. Globoesporte

quinta-feira, 20 de abril de 2017

A pedido de Dorival, Santos esquece ‘folga’ e pega o Paysandu na quarta



O Santos não terá mais uma ‘mini pré-temporada’. Após o sorteio das oitavas de final da Copa do Brasil, o Peixe definiu que irá encarar o Paysandu, no duelo de ida, na próxima quarta-feira, às 19h30 (de Brasília) na Vila Belmiro. Com isso, o elenco alvinegro ficará sem os 14 dias de ‘folga’ que estavam previstos depois do empate em 0 a 0 contra o Independiente Santa Fe, em Bogotá, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores.

Inicialmente, existia a possibilidade do confronto diante do Papão acontecer apenas nos dias 03/05, 10/05 e 17/05. Porém, o adiantamento da partida foi um pedido do técnico Dorival Júnior ao presidente Modesto Roma Júnior. O treinador acredita que o time precisa pegar ritmo de jogo.

Em contato exclusivo com a Gazeta Esportiva, o mandatário explicou que entrou em contato com a CBF após ouvir Dorival e definiu que o Peixe entrará em campo já nesta quarta-feira. Com isso, o elenco alvinegro terá cinco dias de preparação para o compromisso na Copa do Brasil.

Depois do jogo contra o Paysandu, o alvinegro só voltará a atuar no dia 04 de maio, às 21h45 (de Brasília), diante do Santa Fe, no Pacaembu, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores. Eliminado do Paulistão, o alvinegro não tem atuando nos finais de semana. Gazeta Esportiva

Modesto fala sobre adversário do Santos na Copa-BR: 'Não veio à toa'

Presidente do Alvinegro praiano reforça tradição do Paysandu e minimiza sorteio de mando de campo para sequência das oitavas de final da Copa do Brasil


'O Paysandu é um adversário bem qualificado, campeão da Copa Verde' (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

A cautela ditou a expectativa de Modesto Roma pelo início de caminhada do Santos na Copa do Brasil, para a qual a equipe credenciada a entrar nas oitavas de final devido à sua participação na Copa Libertadores. Em entrevista ao LANCE! horas depois do sorteio, o mandatário destacou a força do Paysandu:

- É um adversário bem qualificado, campeão da Copa Verde, já disputou Libertadores, e é um dos melhores do Pará. Não chegou aqui à toa.

O Papão, por ser campeão da Copa Verde, também entrará nesta fase. Aos olhos de Modesto, a questão do mando de campo é indiferente:

- Ainda não falei com o Dorival, mas isto não quer dizer nada. Vimos muitas equipes que decidiram em casa nas fases anteriores e foram eliminadas.

Lance

Santos fatura como nunca em 2016, mas futuro segue sob risco 'relevante'


O Santos apresentou, oficialmente, seu balanço com os resultados financeiros referentes a 2016. Apoiado em luvas de televisão e vendas, a equipe fechou o ano com lucro e receitas recorde, mas o cenário segue preocupante segundo a empresa responsável por auditar as contas. O risco à continuidade das atividades do clube é apontado como "relevante".

Nas contas de 2015, a empresa M/Legate (Macso Legate Auditores Independentes) já havia afirmado que para a manutenção das atividades operacionais do Santos, "a captação e aporte de recursos é necessária a curto prazo", em avaliação que persiste ao final do exercício de 2016.

Os auditores citam que o clube alvinegro "mantém passivo a descoberto de R$ 227,37 milhões, bem como o passivo circulante excede o ativo circulante em R$ 121,70 milhões".

Em contabilidade, passivo a descoberto é o termo usado para quando o valor da soma de bens e direitos a receber não cobre a quantia de todas as dívidas. Esse cenário já era apresentado no último balanço do Santos, mas o valor era ainda maior: R$ 281,56 milhões.

Já em relação ao passivo circulante, que são as dívidas a serem pagas em curto prazo, o balanço do Santos mostra R$ 140,17 milhões, valor R$ 121,70 milhões superior ao do ativo circulante, que são os bens que podem ser transformados em dinheiro no curto prazo, de apenas R$ 18,47 milhões.

Santos ressalta, porém, que conseguiu em 2016 a "redução expressiva das suas exigibilidades de curto prazo, as quais foram diminuídas em 13,4%, equivalente a R$ 21,6 milhões". A dívida total também caiu 6,5%, segundo o clube, o equivalente a R$ 28,1 milhões.

Lucro e receita recorde - O superávit do Santos em 2016 foi de R$ 54,18 milhões, após prejuízo de R$ 78 milhões em 2015 e de R$ 58 milhões em 2014. Desde 2013, o clube acumulava déficit de R$ 177,7 milhões, sendo 2012 seu último lucro: R$ 14,6 milhões.

O resultado foi construído com receitas de R$ 295,83 milhões, após R$ 169,9 milhões no quesito em 2015. Desse valor, R$ 254,98 milhões vieram do futebol, sendo a maior parte de "transmissões televisivas", R$ 149,25 milhões, quantia que cresceu com o acerto com o Esporte Interativo, que rendeu luvas de R$ 40 milhões.

A venda de atletas, com os negócios envolvendo Geuvânio e Gabigol, também tiveram impacto significante nas receitas, com R$ 72,82 milhões. Bilheteria rendeu R$ 15,4 milhões ao Santos, e publicidade e patrocínios, R$ 14,46 milhões.

As despesas foram de R$ 175,43 milhões, pouco mais que os R$ 173,13 milhões de 2015. O futebol consumiu R$ 149,51 milhões dessas cifras, sendo a maior parte em salários, R$ 69,99 milhões. ESPN