No peito e na alma !

No peito e na alma !

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Levir rasga elogios a Lucas Lima e afirma: 'Quero convencê-lo a ficar'



Apesar de Vecchio e Vanderlei terem sido as principais estrelas da vitória do Santos por 1 a 0 sobre a Chapecoense, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, Lucas Lima também voltou a chamar a atenção de Levir Culpi.

Com passes precisos durante toda a partida, o camisa 10 foi o autor da assistência para o gol do argentino no segundo tempo. Para o técnico Levir Culpi, o meia é diferenciado. E por conta disso, o comandante tem tentado segurar ele no Santos.

“Pelo que a gente vê, falando brincando, é dentro de campo (o lugar de Lucas Lima no time). Ele deu umas três ou quatro enfiadas de bola em condição de gol. Ele é diferente no aspecto técnico. Você tem que deixar ele flutuar. Ele pode melhorar defensivamente, se ele tem a consciência que o futebol exige defesa e ataque. Precisa fechar mais os espaços. Ele tem visão de jogo. Estou tentando convencê-lo a ficar antes dele ser negociado”, explicou o treinador.

Recentemente, Lucas Lima foi sondado pelo Barcelona. Além disso, o meia ainda não respondeu à oferta de renovação feita pelo Peixe e já pode assinar um pré-contrato com qualquer time. Seu contrato vence no dia 31 de dezembro.

Enquanto não define seu futuro, o camisa 10 volta a treinar no CT Rei Pelé nesta quinta-feira. O próximo compromisso do Santos acontece neste domingo, às 11h (de Brasília), contra o Bahia, no Pacaembu. ESPN

Vanderlei festeja ótima atuação e projeta vaga na Seleção

Camisa 1 fez uma ótima apresentação sob os olhares do preparador de goleiros Cláudio Taffarel

Do Estadão Conteúdo 


Vanderlei foi um dos destaques da vitória sobre a Chapecoense (Foto: Jales Valquer/Fotoarena/Estadão Conteúdo)

O goleiro Vanderlei, um dos destaques da vitória do Santos por 1 a 0 diante da Chapecoense, nesta quarta-feira, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, em jogo da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, teve dois motivos para comemorar. Além do importante passo dado pelo clube na perseguição aos primeiros colocados, fez uma ótima apresentação sob os olhares do preparador de goleiros da seleção brasileira, Cláudio Taffarel, que assistiu à partida das tribunas.

"Importante (ser observado por Taffarel) porque a gente vê que o trabalho está sendo feito, estão observando a gente. Espero ter feito um bom trabalho nos treinamentos que ele observou também e no jogo, que é o mais importante. Acho que é o que procuram observar mais (o jogo) e continuar assim. Sabemos que no Brasil existem grandes goleiros, todos de muita qualidade. Espero, se tiver a oportunidade de ser convocado, fazer o melhor", projetou o goleiro em entrevista ao SporTV.

O volante Emiliano Vecchio também viveu uma noite especial. Depois de meses afastado do elenco pelo treinador Dorival Junior demitido pela diretoria santista no início de junho, o argentino marcou o gol da vitória em uma jogada espetacular. Aos 15 minutos do segundo tempo, recebeu belo passe de Lucas Lima, limpou o goleiro e bateu forte, sem ângulo.

"Eu vi que o goleiro saiu e driblei. A verdade é que não tinha passe (condições de passar) e bati para o gol. Como no jogo do Atlético (Mineiro) errei, mas nessa ocasião fiz o gol. E o futebol é assim: às vezes te dá, às vezes te tira um pouco", explicou Vecchio.

Vanderlei e Vecchio também enfatizaram a dificuldade que o time terá para superar o próximo adversário no Brasileirão. Neste domingo, às 11 horas, a equipe santista enfrentará o Bahia, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela 16.ª rodada. O Santos tem 27 pontos e está em terceiro lugar.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Vecchio comemora seu primeiro gol no Santos e brinca: 'Nem sei como fiz'

Meia coroa o Peixe com vitória e recebe elogios do técnico Levir Culpi em coletiva: ' Muito técnico, se posicionou muito bem em campo. Foi um golaço'


Vecchio fez seu primeiro gol no Santos na noite desta quarta-feira, contra a Chapecoense, em vitória do Peixe por 1 a 0. Depois de driblar o goleiro, Lucas Lima passou para o camisa 20, que deu um chute longo e certeiro e acertou o canto esquerdo do gol. Ele brincou na saída de campo:

- Nem eu sei como fiz o gol (risos). Vi que o goleiro saiu e que não tinha passe. Como contra o Atlético-PR errei, hoje fui feliz. Para nós era um jogo muito importante para nos aproximar do Grêmio. A Chape é um grande time. Às vezes se ganha jogando bem, outras se ganha na raça - explicou.

Depois de coroar o Peixe com os três pontos, o camisa 20 aumentou a credibilidade com o técnico Levir Culpi e pode ganhar espaço definitivo na equipe. 

O comandante santista definiu o argentino como técnico e ressaltou o seu bom posicionamento. No entanto não acreditou que Vecchio tenha chutado para balançar as redes e brincou:

- Nós achamos que ele não queria chutar no gol, ele insistiu dizendo que queria (risos). Vecchio é um jogador muito técnico. Tem um ótimo passe, mas não é um goleador. Se posicionou muito bem em campo. Praticamente não jogou um jogo com 90 minutos. Só quem joga consegue perceber a diferença e o que a falta de atuar faz. Ele foi muito importante, foi um golaço - disse o treinador em entrevista coletiva após o jogo.

Com o triunfo o Alvinegro ocupa a terceira colocação na tabela, com 27 pontos. O próximo desafio de Levir será no domingo, contra o Bahia, às 11h, no Pacaembu, pelo Brasileirão. 

Vecchio decide, Santos vence a Chape e segue entre os líderes do Brasileirão


Taffarel, preparador de goleiros da Seleção Brasileira, esteve na Vila Belmiro para acompanhar de perto Vanderlei, nesta quarta-feira. O campeão mundial de 1994 deve até ter se animado com o camisa 1, que fez boas defesas e não levou gols. Porém, quem roubou a cena foi Emiliano Vecchio. Surpresa no time titular de Levir, o meia marcou seu primeiro tento com a camisa do Peixe e garantiu a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Com a vitória, o alvinegro chegou aos 27 pontos e manteve-se na terceira colocação do torneio. Já a o Verdão do Oeste segue estacionada nos 18 e pode encostar na zona de rebaixamento até o final da rodada.

Agora, as duas equipes voltam a entrar em campo no próximo final de semana, pela 16ª rodada do Brasileirão. No domingo, o Peixe recebe o Bahia, no Pacaembu, às 11h (de Brasília). Um dia antes, às 16h, a Chape encara o Vitória, no Barradão, em Salvador.

“É Vecchio! É Vecchio”
Com a entrada de Vecchio no lugar de Leandro Donizete, o técnico Levir Culpi tinha a intenção de fazer o Santos ser mais ofensivo na Vila. Porém, quem começou assustando foi a Chapecoense. Em menos de três minutos, o goleiro Vanderlei foi obrigado a defender chutes e Lucas Mineiro e Diego Renan.

O Peixe, por sua vez, mantinha a posse de bola, mas não conseguia chegar com qualidade do gol do Verdão do Oeste. Abusando dos lançamentos longos, alvinegro só tirou um ‘UH’ dos torcedores aos 27 minutos, quando Lucas Lima acertou lindo passe para Kayke. O atacante avançou, mas bateu muito mal com a perna esquerda e isolou a melhor chance santista em todo o primeiro tempo.

A boa oportunidade não fez a equipe de Levir se animar. Sentindo bastante a ausência de Bruno Henrique, suspenso pelo terceiro amarelo, o Santos seguiu apostando nas bolas longas e viu diversos impedimentos serem anotados na Vila, principalmente com Copete e Kayke.


Já a Chape parecia satisfeita com o empate e buscava chegar apenas em contra-ataques rápidos, porém, o time comandado por Vinícius Eutrópio só conseguiu assustar mesmo nas duas chances iniciais e a primeira etapa terminou em um fraco 0 a 0.

Após o intervalo, as duas equipes voltaram com o mesmo padrão, mas dando sustos maiores aos goleiros. Assim como na etapa inicial, a primeira chance foi da Chape. Logo aos dois minutos, Seijas soltou uma bomba da entrada da área e a bola explodiu no travessão.

Porém, o Santos voltou com mais gana de vencer e conseguiu furar o bloqueio do Verdão em várias oportunidades. De tanto martelar, o Peixe abriu o placar aos 15 minutos. Lucas Lima deu lindo passe para Vecchio dentro da área. O argentino driblou o goleiro Jandrei e, mesmo sem ângulo, bateu firme para colocar o alvinegro em vantagem no marcador. Após o gol, o argentino teve seu nome gritado por toda a torcida no estádio.

No decorrer da segunda etapa, a Chape se lançou ao ataque, mas parou em Vanderlei. O camisa 1 fez diversas defesas importantes, garantiu a vitória santista e deixou uma boa impressão em Taffarel.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 CHAPECOENSE

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 19 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Público: 5.533
Renda: R$ 155.900,00
Cartões amarelos: SANTOS: Lucas Lima, Matheus Ribeiro, Vanderlei e Vecchio. CHAPECOENSE:Lucas Mineiro e Fabrício Bruno.

GOL:
SANTOS: Vecchio, aos 15 do 2T;

SANTOS: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Yuri (Alison), Vecchio e Lucas Lima; Copete, Thiago Ribeiro e Kayke (Arthur Gomes).
Técnico: Levir Culpi

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Diego Renan; Lucas Marques, Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro (Lourency) e Seijas (Túlio de Melo); Arthur Caike (Wellington Paulista) e Luiz Antônio.
Técnico: Vinícius Eutrópio

Santos conversa com o Jabaquara para ter nova arena

A Tribuna apurou que uma reunião entre dirigentes santistas e do Jabuca foi o pontapé inicial

Uma parceria com o Jabaquara Atlético Clube é mais uma opção do Santos para tirar do papel o sonho de uma nova arena. A Tribuna apurou que uma reunião entre dirigentes santistas e do time da Zona Noroeste, na última segunda-feira (17), na Vila Belmiro, foi o pontapé inicial nas conversas entre os clubes. 

O acordo para a construção de uma arena multiuso, com capacidade para entre 25 mil e 30 mil torcedores, envolveria ainda uma nova sede social e esportiva para o centenário clube da colônia espanhola. E assim como fez com a Portuguesa na temporada passada e este ano, o Santos poderia emprestar atletas para o Leão da Caneleira na temporada 2018. 

Como o Jabaquara é dono da área, calculada em mais de 70 mil metros quadrados, o Santos e o grupo interessado em levantar a arena santista (mantido em sigilo pela diretoria santista) poderiam tratar diretamente sobre o projeto com o clube. A parceria dependeria da aprovação do Conselho Deliberativo do Jabuca. 

A Tribuna procurou na terça (18) o presidente do Jabaquara, Adelino Rodrigues, mas ele não foi localizado para falar sobre o assunto, assim como o santista Modesto Roma Júnior. Em contato com o Santos, a assessoria de imprensa do clube informou que não seria possível comentar o tema. 

Portuários

A ideia de um novo estádio santista foi lançada em outubro de 2015 por Modesto, em encontro na Prefeitura de Santos com o prefeito Paulo Alexandre Barbosa e o presidente da Associação Atlética dos Portuários, Leonardo Berringer. 

O projeto, inicialmente, seria construído na área do Portuários. Posteriormente, a proposta incluiu também a Portuguesa Santista. O primeiro entrave surgiu porque a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) é dona de 70 mil metros quadrados da área ocupada pelo Portuários e de pouco mais de 20 mil metros quadrados do terreno da Portuguesa. 

Além de depender da liberação das áreas pela União, o Santos e o grupo de empreendedores teriam que participar de uma licitação para comprar os terrenos. Se essa etapa é difícil, mas ainda viável, o plano santista foi dificultado no final de 2016. 

Em 6 de dezembro do ano passado, o Conselho Deliberativo da Portuguesa Santista, que sempre se mostrou avesso a firmar a parceria com o Santos, aprovou, por unanimidade, a proposta de construção de um novo estádio e uma nova sede social para o clube com o Grupo Mendes, que também pretende fazer um shopping center em Ulrico Mursa. 

Guarujá

A diretoria santista ainda considera o local como opção, e este ano, em reuniões na sede da SPU, em Brasília, o clube ofereceu uma permuta do terreno do Portuários por uma área em Guarujá, onde o Governo Federal poderia construir moradias do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

Santos e Barcelona voltam a negociar data para realizar segundo amistoso

Jogo é uma pendência da contratação de Neymar. Espanhóis sugeriram vir ao Brasil no dia 8 ou 9 de agosto, mas foram vetados pela CBF, devido ao calendário


No primeiro jogo, Barcelona venceu por 8 a 0 (Foto:AFP)

Pela segunda vez, Santos e Barcelona (ESP) voltaram a negociar a realização do segundo amistoso, uma das pendências da contratação de Neymar, em 2013. Os espanhóis se colocaram à disposição para jogar no Brasil no dia 8 ou 9 de agosto. A CBF, no entanto, não permitiu, pois o Peixe joga no dia 10 contra o Atlético-PR, na Vila Belmiro, pela volta das oitavas de final da Libertadores.

Desta forma, os catalães terão que enviar a proposta com uma nova data. De acordo com o contrato da venda do atacante, o Barça pode realizar o jogo enquanto Neymar tiver contrato com o clube espanhol, ou seja, até 30 de junho de 2021. 

Caso o segundo amistoso não aconteça, o Barcelona terá que pagar 4,5 milhões de euros (R$ 16,3 milhões).

Uma das cláusulas referentes ao amistoso obriga Neymar a estar em campo, assim como o time principal do Barcelona. Se o camisa 11 for vendido, o jogo não acontece e os espanhóis terão que desembolsar o valor da multa.

Diferentemente da primeira tratativa, que ocorreu em abril de 2016, o Santos não quer mandar a partida na Vila Belmiro. A diretoria acredita que pode arrecadar mais se realizar o amistoso em um estádio de grande capacidade e não necessariamente no estado de São Paulo. Lancenet

Zagueiro Neto visita CT Rei Pelé antes do jogo entre Santos e Chapecoense


Com passagem pelo Peixe, defensor é um dos sobreviventes da tragédia aérea com a delegação time de Chapecó que matou 71 pessoas, em novembro do ano passado

Zagueiro do Santos entre 2013 e 2014, Neto, atualmente na Chapecoense, visitou as dependências do CT Rei Pelé na tarde desta quarta-feira, dia do confronto entre as equipes, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Um dos seis sobreviventes da tragédia aérea com a delegação do time de Chapecó, em novembro de 2016, que vitimou 71 pessoas, Neto conversou bastante com Alison, Serginho, Léo Cittadini e Victor Ferraz.

Ainda em recuperação do acidente, Neto não tem previsão de volta aos gramados. Ele estará presente na Vila Belmiro para ver o confronto entre Santos e Chapecoense.


Neto (à direita) visita o CT Rei Pelé (Foto: Reprodução/Twitter)


Veja as informações do jogo do Santos contra a Chapecoense:

Data e horário: quarta-feira, 19h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, Santos
Time provável: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison (Leandro Donizete), Yuri e Lucas Lima; Copete, Thiago Ribeiro e Kayke
Desfalques: Victor Ferraz (dores no joelho); Daniel Guedes e Bruno Henrique (suspensos); Vitor Bueno (lesão no ligamento do joelho); Ricardo Oliveira e Zeca (em recuperação física); Gustavo Henrique e Luiz Felipe (em recuperação de cirurgia no joelho); Renato (lesão muscular)
Pendurados: Lucas Veríssimo e Leandro Donizete
Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha, auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence (todos de Goiânia)
Transmissão: Premiere (com Odinei Ribeiro e Mauricio Noriega)
Tempo Real: GloboEsporte.com

Por R$ 26 milhões, Santos ‘torce’ para Neymar trocar Barça por PSG

O Paris Saint-Germain ganhou uma torcida de peso na luta para tirar Neymar do Barcelona. Afinal, o Santos, clube que revelou o craque, espera ansiosamente que ele troque a Espanha e pela França ainda nesta janela de transferências.

Caso o PSG pague do Barça 222 milhões de euros (cerca de R$ 813 milhões), valor da multa rescisória de Neymar, o Peixe terá direito a 3,27% do valor (referente ao Mecanismo de Solidariedade da FIFA). No caso, cerca de R$ 26 milhões, segundo dados da Rede do Futebol.


Neymar pode render um bom dinheiro ao Santos caso aceite proposta do PSG (Foto: Josep Lago/AFP)

A informação da possível transferência do camisa 11 para o time francês foi divulgada pelo Esporte Interativo. Porém, o vice-presidente esportivo do Barcelona, Jordi Mestre, afirmou que Neymar ficará no clube catalão. Membros do PSG também negam o acordo. Gazeta Esportiva

De olho em decisões, Santos busca substituto de T. Maia em jogos na Vila



O Santos inicia, diante da Chapecoense, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, a busca por um substituto do volante Thiago Maia, negociado com o Lille, da França.

O técnico Levir Culpi pretende aproveitar que os dois próximos jogos do Santos ocorrerão na Vila Belmiro – contra Chapecoense (hoje) e Bahia, no próximo domingo, às 11h (de Brasília), para testar opções no setor.

Para os grupos oposicionistas do Santos, Thiago Maia é insubstituível no elenco santista. Já o técnico Levir Culpi não vê desta forma. Contra a Chapecoense, o treinador testará o volante Yuri pela segunda vez no setor. Xodó de Dorival Júnior, que o utilizava até como zagueiro, o jogador estava encostado até o último fim de semana, quando recebeu a primeira oportunidade contra o Vasco.

Levir aposta em Yuri pois entende que Alison e Leandro Donizete não podem atuar juntos, por deixarem o meio-campo menos criativo. Vale ressaltar que o experiente Renato sofreu estiramento muscular e só deve voltar aos gramados no início do próximo mês.

A ideia de Levir é utilizar os jogos contra Chapecoense e Bahia, aparentemente mais fáceis, para definir o setor sem Thiago Maia. Depois dessa série, o Santos terá "decisões" importantes. Primeiro, a equipe santista vai encarar o Flamengo pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. O Alvinegro praiano precisa reverter vantagem dos cariocas, que venceram o jogo de ida por 2 a 0.

Se não bastasse, os dois jogos seguintes pelo Campeonato Brasileiro serão contra Grêmio e Flamengo, novamente. Os dois times são concorrentes diretos pelas primeiras colocações no G-6 da competição. 

Neste ponto, Levir Culpi já poderá ter uma dupla nova de volantes para as decisões. Nesta semana, o Santos fechou a contratação de Matheus Jesus, ex-Ponte Preta e que pertence ao Estoril, de Portugal. O atleta ficará por empréstimo até o fim de 2018. Diretoria e comissão técnica acreditam que ele seja titular ao lado de Renato.

Vanderlei volta ao gol do Santos

Para encarar a Chapecoense, Levir Culpi contará com o retorno do goleiro Vanderlei, recuperado de lesão. Em contrapartida, Victor Ferraz, Zeca e Ricardo Oliveira seguem fora. A previsão é que o trio, ao lado de Gustavo Henrique, retorne contra o Bahia, domingo.

Se não bastasse, Daniel Guedes, substituto de Ferraz, está suspenso. Matheus Ribeiro ficará com a vaga. No meio-campo, Yuri deve formar dupla de volantes com Alison. 
Ficha Técnica
Santos x Chapecoense

Data e horário: 19/07/2017, às 19h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos-SP. 
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Pará)
Auxiliares: Helcio Araujo Neves e Jose Ricardo Guimarães Coimbra (ambos do Pará)

Santos: Vanderlei Matheus Ribeiro, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Yuri, Alison (Leandro Donizete) e Lucas Lima; Copete, Thiago Ribeiro e Kayke.
Técnico: Levir Culpi. 

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Grolli, Fabrício Bruno (Victor Ramos) e Diego Renan; Moisés Ribeiro, Lucas Marques, Lucas Mineiro (Túlio de Melo), Luiz Antonio e Seijas; Arthur Caike.
Técnico: Vinícius Eutrópio.


Uol

terça-feira, 18 de julho de 2017

Kaíke mandou recado para mídia !

Santos marca reunião para tentar fechar renovação de Ricardo Oliveira



O presidente Modesto Roma e o empresário Augusto Castro vão conversar na quinta-feira. Ambos dizem que o acordo pela extensão do contrato está encaminhado

O Santos pretende acertar a renovação do contrato de Ricardo Oliveira na próxima quinta-feira. O presidente Modesto Roma vai se reunir com o empresário do atacante, Augusto Castro. Ambos dizem que o acordo até o fim de 2018 está encaminhado.

O atual vínculo se encerra em 31 de dezembro. O atleta de 37 anos já poderia assinar um pré-contrato com qualquer clube. Ele foi sondado pelo Internacional nos últimos dias.

O centroavante passa por intertemporada após ser diagnosticado com uma pneumonia. O ano não tem sido bom para o capitão, que teve caxumba em janeiro, corte profundo na orelha em fevereiro e contusão no tornozelo em junho. São 17 jogos em 2017, com apenas quatro gols marcados.

Nesta terça-feira, Oliveira participou de um rachão no CT Rei Pelé e fez dois gols, sem mostrar limitações físicas. O jogador pode ficar à disposição no domingo, contra o Bahia, no Pacaembu. GE

Matheus Jesus assina com o Santos até o fim de 2018: 'Menino da Vila'

Volante assinou na noite desta terça-feira o contrato com o Peixe. Ele foi emprestado pelo Estoril, de Portugal e agradeceu pela confiança ao fechar o acordo


Matheus tem vínculo com o Peixe até o final de 2018 (Foto: Reprodução)

Matheus Jesus assinou na noite desta terça-feira o contrato com o Santos. Ele foi emprestado pelo Estoril, de Portugal, até o fim de 2018. O garoto de 20 foi aprovado em exames médicos realizados no último sábado. 

A negociação se deu rapidamente, já que o Peixe queria uma reposição de forma imediata no elenco com a venda de Thiago Maia para o Lille, da França. O clube do técnico argentino Marcelo Bielsa comprou o volante por 14 milhões de euros (R$ 51 milhões). Maia se despediu do elenco na segunda-feira, em treino no CT Rei Pelé.

Matheus postou em seu Instagram uma foto da assinatura do contrato, agradeceu a oportunidade e prometeu retribuir em campo. Mesmo revelado pelo Flamengo, ele se diz agora um "Menino da Vila".

- Obrigado pela confiança no meu trabalho Santos Futebol Clube, com fé em Deus irei retribuir todo o esforço dentro do campo! #meninodavila - escreveu.

A contração foi um "chapéu" no rival São Paulo, que dava o acerto com Matheus Jesus como fechado e pretendia apresentá-lo nesta semana.

Matheus começou na base do Flamengo, mas despontou na Ponte Preta. Na Macaca, foi afastado por indisciplina e assinou com o Estoril nesta temporada. Ele foi liberado porque, segundo os portugueses, gostaria de ficar no Brasil. Lancenet