sexta-feira, 24 de abril de 2015

Santos jogará finais do Paulista com patrocínio do Museu Pelé


Clube não tem patrocinador máster desde 2013 e acerta acordo pontual para as duas partidas contra o Palmeiras na decisão

Sem patrocinador máster desde 2013, o Santos disputará as finais do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, com a parceria com o Museu Pelé no espaço mais nobre da camisa. Os valores do acordo não foram divulgados.

A estampa da camisa para as partidas decisivas do estadual, com a referência ao Museu Pelé, ainda não foi divulgada. 

Inaugurado em 2014, o Museu Pelé é uma das atrações turísticas da cidade de Santos. O espaço conta com acervo caprichado sobre vida e carreira do maior ídolo da história do Peixe e da seleção brasileira.

Globoesporte.com

Presidente do Santos diz estar preocupado com Robinho para a final

Atacante santista está com um edema na coxa e é dúvida para a decisão do Paulistão

A presença de Robinho na primeira partida da final do Campeonato Paulista entre Santos e Palmeiras, neste domingo, às 16h, no Allianz Parque não está confirmada por conta de uma lesão na coxa esquerda do atacante. E a situação tem preocupado o presidente santista, Modesto Roma Júnior.

- É claro que estou preocupado. O Robinho é um jogador importante e o Departamento Médico está fazendo o possível para ele estar em campo - afirmou o presidente do Santos.

Modesto apontou ainda que o problema de Robinho é um edema na coxa e que a situação só não preocupa o adversário.

- O único que está tranquilo em relação a lesão do Robinho é o Paulo Nobre - brincou o dirigente.

Os presidentes de Santos e Palmeiras estiveram na manhã desta sexta-feira no Palácio dos Bandeirantes para uma reunião com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O encontro foi para reforçar as ações contra o racismo que serão realizadas nas partidas finais do Campeonato Paulista.

Lancenet

Peixe adota treinos fechados e usará mistério até o clássico de domingo

Técnico Marcelo Fernandes não pretende revelar equipe que será titular no primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, na arena rival

O Santos entrou de vez no clima da decisão do Campeonato Paulista contra o Palmeiras. Na semana que antecede o primeiro jogo da final, que será disputado neste domingo, às 16h, o Peixe adota mistério total: treinos fechados e nenhuma informação sobre lesionados.

O objetivo da comissão técnica santista é dar o menor número possível de pistas para o técnico adversário, Oswaldo de Oliveira. Nesta estratégia, por exemplo, a assessoria de imprensa está proibida de passar qualquer informação sobre o departamento médico do Alvinegro. 

O técnico Marcelo Fernandes, inclusive, tem dúvidas importantes para o clássico - justamente por isso faz mistério sobre as possíveis soluções. Robinho é a principal delas. Depois de deixar o duelo contra o São Paulo, no último domingo, na metade do segundo tempo por causa de desgaste físico, o Rei das Pedaladas ainda não treinou com os demais companheiros em campo nesta semana. 

O zagueiro Gustavo Henrique, com um edema na coxa esquerda, também não sabe se estará à disposição de Fernandes até o confronto de domingo. O jovem seria o substituto natural de Werley, que se recupera de dengue e não deve ter condições para jogar domingo em São Paulo.

Por sua vez, o volante Valencia, com uma lesão na panturrilha esquerda, corre contra o tempo para se recuperar a tempo de enfrentar o Palmeiras no jogo de ida.

Por causa dos problemas e da intenção de plantar a dúvida do lado palmeirense, o Santos não esboçará a equipe que será titular na primeira decisão do Paulista. Nesta sexta-feira, como na última quinta, apenas os 15 minutos iniciais do treinamento serão abertos aos jornalistas no CT Rei Pelé. 

Durante a semana, no entanto, Fernandes comandou algumas práticas abertas, mas com atividades que não indicavam opções táticas ou somente com reservas em campo. 

Assim, apenas no dia da final a escalação do Peixe será revelada por Marcelo Fernandes. Enquanto isso, os santistas correm contra o tempo para estarem prontos para a sétima decisão seguida de Campeonato Paulista.

Globoesporte.com

Com Robinho como dúvida, Chiquinho se candidata a jogar avançado


O Santos tem dúvidas para a partida de ida da final do Campeonato Paulista, neste domingo, às 16h, no Allianz Parque. A possível ausência de Robinho, que tem dores na coxa esquerda, poderá mudar algumas peças de lugar no time. Isto porque ao invés de repor o possível desfalque com um atacante de ofício, o técnico Marcelo Fernandes pode utilizar Chiquinho mais avançado, como fez diante do São Paulo na semifinal. Quem se candidata para exercer a função é o próprio camisa 23, que já jogou como meia no começo da carreira.

- Deixei claro que queria atuar na minha posição de origem, mas hoje atuo como lateral, estou gostando e ajudando. Onde o professor precisar, vou ajudar e estar à disposição. Vamos torcer para que o Robinho fique bem - disse Chiquinho.

Contra o São Paulo, na Vila Belmiro, já no segundo tempo, o treinador arriscou adiantando Chiquinho no lado esquerdo do campo e passando Victor Ferraz para a lateral esquerda. Já na direita, Marcelo colocou Cicinho. O segundo gol do jogo, marcado por Ricardo Oliveira, veio dos pés do camisa 23, que recebeu livre na esquerda.

Outra opção do Peixe para o ataque é o garoto Gabigol, que pode fazer a função pelos lados, além de atuar como centroavante.

A intenção de Marcelo Fernandes é mostrar a escalação apenas na hora do jogo, já que todos os treinos até a decisão serão abertos por somente 15 minutos para a imprensa.

Lancenet

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Ricardinho, do Ceará, pode reforçar o Santos após o Campeonato Paulista

Diretoria do Peixe e empresário do jogador mantêm contato e conversas têm evoluído. Contrato do meia com o clube do Nordeste é até o fim desta temporada

A diretoria santista está reforçando o Santos para a disputa do Campeonato Brasileiro. Após o presidente Modesto Roma confirmar a contratação do meia-atacante Rafael Longuine, do Audax-SP, agora o time tenta mais um reforço: o meia Ricardinho, do Ceará, já está conversando com o Peixe e pode ser anunciado ao fim do Paulista.

O jogador de 29 anos tem vínculo com a equipe cearense até o fim desta temporada. A diretoria santista, que já tem mantido contato com o empresário do atleta, tenta o empréstimo de Ricardinho até o final do Brasileiro. Segundo fontes ligadas ao clube santista, as conversas têm evoluído. O receio de perder Lucas Lima, no meio da temporada, faz os alvinegros correrem atrás de reforços para o setor.

O meia foi revelado pelo Iraty, do Paraná, e já teve passagens por Caxias, Londrina e Ponte Preta. O jogador é ídolo no clube cearense e foi pretendido pelo Vitória no início do ano. Além de Ricardinho, Fernando Bob, da Ponte, é outro que pode reforçar o time. Entre o Santos e o jogador já está tudo bem encaminhado. O volante, inclusive, admitiu deixar sua equipe atual.

Globoesporte.com

Santos estuda alternativas para tirar Fernando Bob da Ponte Preta

Peixe não irá pagar rescisão do volante, que está emprestado à Macaca até o fim da temporada. Clube cogitou oferecer jogadores em troca, mas desistiu da ideia

O Santos busca alternativas para conseguir contratar o volante Fernando Bob, de 27 anos, da Ponte Preta. Ele chamou a atenção do Peixe neste Paulistão e foi sondado pela primeira vez na última semana.

Enfrentando problemas financeiros e sem condições e pagar a multa rescisória do jogador, a diretoria santista pensa em outras maneiras de chegar a um acordo com a Macaca.

O superintendente de futebol Dagoberto dos Santos quer manter a política adotada no início da gestão de não ter que gastar para reforçar o plantel. No entanto, a relação com a Ponte Preta não é das melhores, já que o clube deve cerca de R$ 500 mil por conta do empréstimo do atacante Rildo no ano passado.
Primeiramente, a diretoria do Santos pensou em fazer uma lista de jogadores para oferecer em troca de Fernando Bob, mas recuou na ideia.

No momento, o Peixe não utiliza o atacante Diego Cardoso, fora da lista do Paulistão, além de outros jovens.

Os empresários do volante pensam em uma alternativa de “ajudar” o Santos na negociação, já que acreditam que o clube pode ser uma vitrine melhor a Bob do que a Ponte Preta.

O clube de Campinas por sua vez não quer de desfazer de atleta e estuda até aumentar o salário dele para tê-lo para a disputa do Brasileirão.

Bob está registrado no SEV Hortolândia, clube de empresários, que o emprestou até o fim do ano à Ponte.

Lancenet

Com modelo inglês, marketing do Santos quer 'clube global'


Peixe busca reformulação em diversos setores para o segundo semestre 

O Santos prepara uma reformulação nos setores de Marketing e Comercialização para o segundo semestre, no comando de Paulo César Verardi, executivo de marketing com passagens por Umbro, Grêmio, Coritiba e Atlético-PR, que assumiu há poucos dias a gerência do setor no Santos.

Em crise financeira, o Peixe não tem patrocinador master há mais de dois anos, tem pouca receita em bilheteria e comercialização, além de mais da metade dos 57 mil associados serem inadimplentes.

Para Verardi, o modelo do marketing da Inglaterra deve ser seguido na Vila Belmiro. "No futebol inglês, modelo para mim em termos de marketing, há quarenta patrocinadores para uma equipe. E apenas um no uniforme. O somatório de todos os negócios é de extrema importância", explica.

Sócio Rei

"Espinha dorsal é boa. Algumas melhorias de ordem operacional devem ser feitas. Atender expectativas e trazer resultados. Introduções e otimizações em segmentação, benefícios. Há de se falar na importância econômica de haver participação ativa do sócio. Importância destes projetos para a competitividade dentro de campo. Receita é fundamental. Vamos torná-la ainda mais importante e relevante".

Televisão 

"Planejamento trará metas de receitas, metas de valorização da marca, metas de engajamento da torcida. Isso tudo será quantificado. Nós temos várias áreas prioritárias. Área de TV, Pay per view pode ser muito trabalhado. Além do patrocínio master, muito importante, podemos agregar outras formas de patrocínio".

Comercialização

"Sistema de varejo, como dizemos informalmente, passa pelo material esportivo, distribuição e licenciamento. Isso na cidade de Santos, no estado, no Brasil, e no mundo. Devemos ter pensamento global".

Maior marca brasileira

"O Santos é a maior marca brasileira e a de maior conhecimento e capacidade de adesão na Europa, segundo pesquisas periódicas da Umbro, onde trabalhei. Santos e Seleção Inglesa eram as maiores parcerias da Umbro. O torcedor deve saber a dimensão do clube que torce."

A Tribuna On Line

Pode acreditar! Santistas têm sete razões para crer no título do Paulistão


Em sua sétima decisão estadual consecutiva, o Peixe carrega para o confronto com o Palmeiras alguns elementos que turbinam a fé do torcedor em mais uma taça

Sete finais seguidas de Campeonato Paulista não é para qualquer um. Nas últimas temporadas, o Santos tem se firmado como a grande potência do estadual, com aparições seguidas nos momentos decisivos. Foi nesta série, por exemplo, que despontou para o mundo o futebol de Neymar. Hoje o ídolo está longe da Vila Belmiro, mas o torcedor continua a ter seus motivos para acreditar em mais uma conquista. A reportagem do GloboEsporte.com fez uma compilação de alguns deles. Veja abaixo: 

O REDESCOBRIMENTO DE RICARDO OLIVEIRA



Depois de um período longe da atenção da mídia, atuando no Oriente Médio, o atacante de 34 anos chegou ao clube com um contrato de risco, de curta duração e salário abaixo do valor de mercado. Em pouco tempo, porém, Ricardo Oliveira conseguiu mostrar seu valor, marcando gols importantes na campanha, como nos clássicos contra Palmeiras e Corinthians, além de ir à rede na semifinal contra o São Paulo. O centroavante chega à decisão como artilheiro do campeonato, com 10 gols.

MAIOR VENCEDOR DO SÉCULO

Peixe bateu o Corinthians, em 2011, e conquistou seu quarto título paulista neste século (Foto: Agência Estado)

São sete finais seguidas. Além disso, somente neste século, o Santos foi campeão em cinco oportunidades (2006, 2007, 2010, 2011 e 2012), com três vices (2009, 2013 e 2014). Este desempenho faz do clube a principal força do Campeonato Paulista no período, à frente do Corinthians, com quatro conquistas. Agora, o time de Robinho e companhia tem a chance de ampliar a supremacia estadual.

A COLEÇÃO DE ROBINHO


Este é um ídolo "ponta firme". Robinho sempre foi campeão com o Santos, como atesta o retrospecto de suas duas passagens anteriores pelo clube. Quando surgiu da base, o atacante faturou dois Brasileiros, em 2002 e 2004. Mais tarde, em passagem breve em 2010, ajudou a geração de Neymar e Ganso a conquistar o Paulista e a Copa do Brasil daquele ano. 

Agora, com contrato de empréstimo chegando ao fim, o camisa 7 tem nova chance de aumentar sua galeria de taças pelo Peixe.

INVICTO EM CLÁSSICOS


Até o momento, foram quatro clássicos disputados na temporada, sem nenhuma derrota. Este retrospecto conta, inclusive, com uma vitória de virada sobre o Palmeiras (2 a 1), o adversário da decisão. O time de Marcelo Fernandes também conseguiu um empate com o Corinthians em Itaquera (1 a 1), com grande atuação no segundo tempo. Contra o São Paulo, um empate na primeira fase (0 a 0) e vitória na semifinal (2 a 1). Como comparação, o Verdão chega à final com duas derrotas em clássicos.

A FORÇA DA VILA

Torcida costuma ser um diferencial nos jogos na Vila (Foto: Ivan Storti / Divulgação Santos FC)

Não foi à toa que o clube brigou nos bastidores para poder usar a Vila Belmiro, tanto na semifinal contra o São Paulo, como na final diante do Palmeiras. A partida decisiva do Campeonato Paulista acontecerá no estádio, a segunda do confronto com o Verdão, em 3 de maio.

A Vila Belmiro costuma ser um trunfo do time, que ainda não perdeu em seus domínios nesta temporada. É pressão da torcida do começo ao fim. Um local que agrada tanto a torcedores quanto aos jogadores do elenco. 

ALTO ASTRAL NO VESTIÁRIO


Amizade do elenco é considerada um dos trunfos da boa fase do Santos em 2015 (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)


Comemorações em conjunto, troca de elogios em entrevistas, rachões animados e mais. O ambiente do elenco do Santos tem sido exaltado pelos jogadores como um dos motivos que explicam o êxito da equipe no Campeonato Paulista. 


O clima melhorou ainda mais após a saída do técnico Enderson Moreira, que não contava com o apreço de parte do grupo. Já com a dupla Marcelo Fernandes e Serginho Chulapa no comando, a atmosfera é de total camaradagem. 


MELHOR DEFESA DESDE 2009

Líder do elenco, David Braz tem se destacado na defesa do Santos (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)


Desde que iniciou a recente série de aparições em finais (são sete consecutivas desde 2009), o Santos tem nesta edição seu melhor desempenho defensivo. O time de Marcelo Fernandes sofreu apenas 13 gols na competição, uma média de 0,76 por partida. Em números absolutos, o desempenho que mais se aproxima do atual é o do ano passado, quando a equipe foi vazada 19 vezes. Individualmente, destaque para David Braz, em seu melhor momento no time desde que chegou à Vila Belmiro.

Globoesporte.com

Santos esconde, mas Robinho está lesionado e pode ficar fora da final



A comissão técnica e diretoria do Santos perderam o sono desde a última segunda-feira. O motivo é a possível ausência do atacante Robinho no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista, diante do Palmeiras, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque.

O Santos tenta esconder, mas o UOL Esporte apurou que o camisa 7 sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda e faz tratamento a "sete chaves" na academia do clube. A lesão foi confirmada após exames na última segunda, no CT Rei Pelé. Nos bastidores da Vila, os santistas pretendiam esconder a lesão para não "dar armas" ao técnico Oswaldo de Oliveira, do Palmeiras.

A estratégia de esconder o problema de Robinho era encabeçada pelo técnico Marcelo Fernandes, que agendou "treinos secretos", sem a presença da imprensa, em todos os dias da semana para despistar sobre a lesão do atacante.

O departamento médico do clube já informou a comissão técnica que a chance de Robinho atuar no primeiro jogo é bem remota e, inclusive, corre contra o tempo para tentar colocar o jogador em campo no segundo jogo, no dia 3 de maio, na Vila Belmiro.

A lesão na coxa esquerda começou a incomodar Robinho na partida contra o XV de Piracicaba, válida pelas quartas de final do Paulista. Na ocasião, o ídolo santista foi substituído aos sete minutos do segundo tempo.

No dia seguinte, o departamento médico do Santos informou que o atleta não precisava de exames, pois foi constatado apenas um desgaste muscular. Com isso, Robinho foi para o jogo contra o São Paulo, mas voltou a sentir dores musculares e foi substituído com dores aos 28 minutos do segundo tempo, quando o jogo ainda não estava decidido. A equipe santista ganhava apenas por 1 a 0 no momento. 

A lesão de Robinho preocupa bastante, pois o Santos perde a sua principal referencia dentro e fora de campo. Além da qualidade técnica, o camisa 7 é o capitão santista e sua presença dentro de campo traz confiança aos demais jogadores.

Sem Robinho, o técnico Marcelo Fernandes pode fazer uma substituição simples com a entrada de Gabriel Barbosa, o Gabigol. No entanto, o treinador pode optar por uma formação mais cautelosa. Cicinho pode ser o escolhido e voltar ao time titular. Com isso, Victor Ferraz seria deslocado para a lateral esquerda, e Chiquinho jogaria no meio-campo, na posição de Robinho, atuando aberto na esquerda.

Marcelo Fernandes já começou a testar as possibilidades em treinos táticos sem a presença da imprensa, mas ainda sonha que Robinho possa se recuperar para o primeiro jogo contra o Palmeiras.

Uol Esporte

Santos aceita parcelamento e ganhará R$ 3,7 milhões por Danilo em julho

Clube da Vila Belmiro tem direito a cerca de R$ 6,3 milhões pela venda do lateral-direito do Porto ao Real Madrid. Diretoria revelou valores e forma de pagamento nessa quarta

O Santos divulgou nessa quarta-feira o quanto receberá por conta da venda do lateral-direito Danilo do Porto (POR) ao Real Madrid (ESP). No total, entre porcentagem de lucros e participação como clube formador, o Peixe embolsará cerca de 1,9 milhão de euros (aproximadamente R$ 6,3 milhões na cotação atual).

Na transferência do jogador em 2011, a diretoria alvinegra negociou o recebimento de 10% do lucro de uma eventual venda dele. Como o Porto comprou Danilo por 13 milhões de euros e o vendeu por 31,5 milhões, a parte do Santos será 1,7 milhões de euros. Os portugueses pediram para dividir esse valor em duas vezes. A primeira parcela será quitada em julho, e a outra metade apenas no meio de 2016.

Além disso, existe a cláusula de solidariedade da Fifa, que prevê percentuais aos times formadores de atletas entre os 12 e 23 anos. Dessa forma, 5% do valor de transferência, que será dividido proporcionalmente entre dois clubes. O Santos ficará com 240 mil euros, aproximadamente R$ 773 mil, que devem ser pagos pelo Real Madrid em julho. Já o América Mineiro, clube no qual Danilo foi revelado, tem percentual maior.

Pelo Santos, o lateral-direito fez grande temporada em 2011, tendo conquistado o Campeonato Paulista e marcado o gol do título da Libertadores.

Lancenet

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Santos mira revelação do Ituano e quer contratar 'sonho antigo' do Criciúma



Enquanto Robinho e companhia se preparam para a sétima final seguida do Santos no Campeonato Paulista, a diretoria santista trabalha para reforçar o time visando o Campeonato Brasileiro e a sequência da Copa do Brasil. Além de Rafael Longuine, o UOL Esporte apurou que a cúpula alvinegra busca a contratação de mais dois atacantes.

Um deles é a revelação do Ituano no Paulistão – Clayson. O camisa 11 foi campeão paulista pelo time do interior no ano passado, mas se destacou mesmo nesta temporada. Na última rodada da fase de grupos da competição, ele brilhou no empate contra o Palmeiras por 2 a 2, com uma assistência e um golaço de cobertura no goleiro Aranha.

O outro é um sonho antigo do time da Vila Belmiro. Trata-se do atacante Lucca, do Criciúma. O jovem atacante, que já recusou uma proposta do Santos nos últimos anos, teve passagem apagada no Cruzeiro e está de volta ao time de Santa Catarina.

O Santos busca a contratação de atacantes. Além de reforçar o setor, a diretoria age com prevenção devido às difíceis negociações para renovação contratual de Ricardo Oliveira e Robinho.

A "garimpagem" pelos estaduais pode render outros reforços. Alguns jogadores também foram oferecidos. Entre eles, os goleiros Preto, do Bonsucesso, e Henal, do São Bento. O volante Fernando Bob, da Ponte Preta, e revelado pelo Fluminense, também entra na lista dos atletas sugeridos por empresários.

Rafael Longuine, o único reforço certo até o momento, marcou oito gols durante a campanha do Audax. O time de Osasco, por sua vez, terminou o torneio na 3ª posição do Grupo B, com 22 pontos, atrás de Ponte Preta (27) e Corinthians (37). 

Além de Ricardo Oliveira, cujo contrato se encerra ao término do estadual, o Santos conta com Robinho, Gabriel Barbosa, Diego Cardoso e Lucas Crispim para a posição. Recentemente, a diretoria santista emprestou Thiago Ribeiro ao Atlético-MG até o fim deste ano. 

Rafael Longuine tem passagens por várias equipe do interior paulista, como Comercial, XV de Jaú, Rio Branco, São Bento e Red Bull. Em 2011, o atacante defendeu o LASK Linz, clube do futebol austríaco.

Uol Esporte

Ricardo Oliveira diz esperar renovação antes de segundo jogo da final


Centroavante tem contrato apenas até o término da competição e admite que pode prorrogar o vínculo entre os dois clássicos contra o Palmeiras, pela decisão estadual

O atacante Ricardo Oliveira espera decidir seu futuro no Santos antes do término do Campeonato Paulista. Com contrato apenas até o fim da competição, o camisa 9 do Peixe admite que a renovação pode ser anunciada entre as duas decisões contra o Palmeiras, nos dois próximos fins de semana. 

Artilheiro do Paulistão, com 10 gols marcados, Oliveira é um dos destaques do Alvinegro na temporada. Quando chegou ao clube, porém, assinou vínculo curto para disputar o estadual, com valores considerados abaixo do mercado. Agora, com o desempenho satisfatório do veterano, a prorrogação da relação passou a ser prioridade para os santistas. 

– (A renovação) pode acontecer entre os dois jogos. Seria até melhor para mim, para o Santos, para minha família e para os torcedores, que ficam apreensivos. Vão saindo notícias acerca de outros clubes interessados, que eu posso ir embora. Seria bom até para não perder o foco na final. Mas agora meu foco é ajudar o time – disse o jogador, em entrevista coletiva. 

Apesar do desejo de renovar o quanto antes seu contrato com o Peixe, Ricardo Oliveira diz que a demora não o incomoda. 

– (A renovação) pode acontecer entre os dois jogos. Seria até melhor para mim, para o Santos, para minha família e para os torcedores, que ficam apreensivos. Vão saindo notícias acerca de outros clubes interessados, que eu posso ir embora. Seria bom até para não perder o foco na final. Mas agora meu foco é ajudar o time – disse o jogador, em entrevista coletiva. 

Apesar do desejo de renovar o quanto antes seu contrato com o Peixe, Ricardo Oliveira diz que a demora não o incomoda. 

Globoesporte.com

Jogos para sempre - Santos X Corinthians - Brasileirão de 2002