No peito e na alma !

No peito e na alma !

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Recuperado, Ricardo Oliveira é esperado no Santos nesta semana


Camisa 9 passará por cuidado especial no departamento médico do Peixe para tentar ficar à disposição do técnico Dorival Júnior para a estreia no Campeonato Paulista

Recuperado de caxumba, Ricardo Oliveira deve se reapresentar ao Santos nesta semana. Por conta da doença, o atacante ainda não treinou com os companheiros neste ano e perdeu duas semanas de atividades na pré-temporada. 

O camisa 9 está em boas condições. Ele fez um exame na última quinta-feira e aguardava liberação para retornar aos trabalhos. 

Para recuperar o tempo perdido, Ricardo Oliveira passará por cuidado especial no departamento médico do Peixe. O clube espera que ele retorne bem. Isso porque, mesmo nas férias, o atleta de 36 anos treinou forte para manter a forma.

Ainda assim, o centroavante será desfalque no jogo-treino contra o Nacional-SP, nesta terça-feira, no CT Rei Pelé, e no amistoso contra o Kenitra, do Marrocos, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no Pacaembu.

Apesar das dificuldades, a ideia do Santos é ter Ricardo Oliveira à disposição para a estreia no Campeonato Paulista, dia 3, às 21h (de Brasília), contra o Linense, na Vila Belmiro. Globoesporte.com

Thiago Ribeiro se destaca em treinos, mas Santos segue com 'plano de saída'



O atacante Thiago Ribeiro "ressuscitou" no Santos após uma temporada apagada no Bahia. Após sofrer com depressão e ficar afastado dos gramados desde julho do ano passado, o atleta tem dado a volta por cima em seu retorno ao clube paulista.

O UOL Esporte apurou com integrantes da comissão técnica santista que Thiago Ribeiro tem se destacado nos treinos. O jogador até fez parte do melhor grupo de performance nas avaliações de "soccer test" no Santos, treino de resistência e velocidade e que ocorre com corridas de 15 metros, intercaladas.

Vale ressaltar que Thiago Ribeiro chegou com físico defasado. O atleta se apresentou com perda de peso, força e velocidade. A comissão técnica santista faz trabalho de recuperação física do jogador, inclusive, com a utilização de suplementos.

É unanimidade entre os profissionais do Santos que Thiago Ribeiro quer provar que pode permanecer no elenco nesta temporada. O jogador, que foi emprestado para Atlético-MG e Bahia nos últimos anos, tem contrato com o Santos até dezembro.

E Thiago Ribeiro terá que mostrar muita vontade mesmo para ficar no clube até o termino de seu contrato. Isso porque a diretoria santista ainda não desistiu da ideia de negociá-lo. O mesmo vale para o meia Serginho, que voltou de empréstimo do Vitória, Lucas Otávio, que estava no Paraná, e Lucas Crispim, emprestado ao Atlético-GO. 

A diretoria santista tentou utilizar Thiago Ribeiro e companhia como "moedas de troca" nesta janela de transferência, mas não conseguiu efetuar nenhum negócio.

Thiago Ribeiro, por exemplo, foi oferecido a São Paulo, Atlético-PR, Cruzeiro e Atlético-MG. A diretoria santista tenta negociá-lo devido ao seu ordenado, um dos maiores do elenco. O atleta recebe cerca de R$ 300 mil por mês.

O técnico Dorival Júnior disse que confia no futebol de Thiago Ribeiro e já cogita utilizar o atacante.

A experiência de Thiago Ribeiro, que já foi artilheiro da Copa Libertadores da América em 2010, e a necessidade de atacantes que atuem pelos lados do campo, pensam a favor do atleta.

"É um jogador que sempre foi importante (Thiago Ribeiro). Pelo posicionamento tático, cumprir funções, por ser agressivo. Todo atleta passa por um momento instável. Ele tem capacidade, qualidade e condições de se recuperar bem. Confio muito. Provavelmente (ficar com ele)", disse Dorival. Uol

domingo, 22 de janeiro de 2017

Cleber aceita 'tática suicida' de Dorival e promete usar estilo europeu



O zagueiro Cleber aceita ser o grande pivô da tática ousada que o técnico Dorival Júnior pretende utilizar no Santos nesta temporada. Isso porque treinador almeja escalar a equipe santista com somente um zagueiro para poder utilizar o volante Leandro Donizete, um dos principais reforços do time para 2017. 

A ideia de Dorival é escalar em alguns jogos três volantes – Leandro Donizete, Thiago Maia e Renato – e somente Cleber como zagueiro de origem. Cleber alega que a escalação com um apenas um zagueiro é uma tática europeia e que pode ser utilizada mesmo que o time atue com dois volantes.

"Essa tática europeia de um zagueiro e dois volantes é uma ideia boa, uma saída diferente. É opção do treinador. Ele tem vários jogadores e sabe o que é melhor para o clube, para o time, temos que acatar. Vai ser trabalho dobrado, muito muito, mas é opção e sabemos que temos qualidade em qualquer setor. O que ele escolher vamos fazer com determinação e vontade para que flua", afirmou Cleber.

O zagueiro chega com status de reforço mais caro do Santos nesta temporada. Ele custou R$ 7,3 milhões. Cleber acredita que compensará o investimento com o seu novo estilo de jogo. O atleta alega que se aperfeiçoou atuando no Hamburgo, da Alemanha, principalmente em relação a posicionamento tático e saída de bola.

"Eu jogava de forma diferente. Lá fora aprendi mais função tática, posicionamento, passe, saída de bola. É um grande fator. Fico feliz por melhorar. Espero poder aprimorar dentro de campo", disse Cleber.

"Mudaram algumas coisas de posicionamento. Trabalho tático. Algumas coisas são semelhantes. De posse de bola, campo reduzido, isso é bem importante. Não sai muito do meu cotidiano de antes. Mais ou menos a mesma coisa. Dá pra adaptar tranquilo. Comissão é maravilhosa, dá liberdade de conversar, de dar ideias", completou.

O UOL Esporte revelou nesta semana que Dorival Júnior compartilhou a estratégia para o presidente Modesto Roma e outros dirigentes do clube com a intenção de dividir a responsabilidade.

Dorival explicou que pretende testar o esquema com apenas um zagueiro no Campeonato Paulista e, se for aprovado, repetirá em jogos estratégicos na Copa Libertadores da América.

Com táticas e treinamentos modernos, Dorival Júnior é a arma do Santos para a Libertadores

Com cinco reforços e o elenco mantido, o técnico deve colocar em prática novas ideias em 2017

Santos acerta com Bruno Henrique e espera burocracia para anunciar


Wolfsburg, da Alemanha, aceita proposta do Peixe de 4 milhões de euros (cerca de R$ 13,5 milhões) de forma parcelada, para um contrato de quatro anos

O Wolfsburg aceitou a proposta do Santos pelo atacante Bruno Henrique, em reunião neste sábado, na Alemanha. O Peixe vai pagar 4 milhões de euros (cerca de R$ 13,5 milhões) de forma parcelada. O contrato do jogador será de quatro anos.

O Alvinegro vai enviar a documentação necessária ainda neste domingo a um intermediário que cuida da negociação há duas semanas. Há a expectativa de que Bruno Henrique assine o contrato nas próximas horas.

Bruno tem 26 anos, foi revelado pelo Cruzeiro e se destacou pelo Goiás em 2014, antes de ser negociado com o Wolfsburg. O técnico Dorival Júnior é seu fã e chegou a indicá-lo ao Peixe no ano passado, mas as negociações não avançaram.

Bruno Henrique seria o sexto e último reforço santista para este ínicio de temporada. Antes chegaram o zagueiro Cleber, o lateral-direito Matheus Ribeiro, o volante Leandro Donizete e os atacantes Vladimir Hernández e Kayke. GE

sábado, 21 de janeiro de 2017

Santos aumenta salário e renova com Vanderlei até dezembro de 2020


O Santos já garantiu seu ‘paredão’ para os próximos três anos. Na tarde desta sexta-feira, o Peixe assinou oficialmente a renovação de contrato com o goleiro Vanderlei. O presidente Modesto Roma Júnior afirmou para a Gazeta Esportiva que o vínculo com o camisa 1 vai até dezembro de 2020.

Antes de renovar, Vanderlei tinha contrato com o alvinegro até o final desta temporada. Sabendo do grande carinho que a torcida santista tem pelo goleiro, os dirigentes do clube não hesitaram na hora de oferecer um vínculo longo e com aumento nos salários. A negociação entre as partes já estavam em andamento desde os primeiros dias do ano.

Desde quando chegou do Coritiba, em 2015, ele ainda não havia recebido uma valorização salarial. Com o novo contrato, a cúpula do alvinegro espera que Vanderlei encerre sua carreira na Vila Belmiro com status de ídolo. Ao término do vínculo, ele terá 35 anos.

Com 113 jogos pelo Peixe, o arqueiro é titular absoluto da equipe comandada por Dorival Júnior e foi um dos grandes destaques da equipe que conquistou o vice do Campeonato Brasileiro do ano passado.

Por conta das boas atuações, os santistas acreditavam que o goleiro seria convocado pelo técnico Tite para a Seleção Brasileira. O comandante da amarelinha, porém, preferiu chamar Danilo Fernandes, do Internacional, Alex Muralha, do Flamengo e Weverton, do Atlético-PR, para o amistoso contra a Colômbia. Gazeta Esportiva

Santos avança em negociação com a Caixa e quer ampliar parceria

Além de estampar a marca no peito da camisa do time profissional, Peixe quer direcionar patrocínio para o futebol feminino e Golbol, praticado por deficientes visuais


Mais um passo foi dado na negociação entre Santos e Caixa pelo patrocínio master do clube para 2017. Mas além dos valores, outras questões estão sendo discutidas. O Peixe quer receber R$ 16 milhões anuais e direcionar outro montante para o futebol feminino e o Golbol, esporte praticado por deficientes visuais.

Uma reunião na última sexta-feira entre o presidente santista e diretores do banco serviu para adiantar detalhes, como o valor a ser pago pela estatal, que patrocinou o Peixe nos dois últimos meses de 2016 como forma de experimento.

O Santos dá o acordo como certo e pretende anunciar até fevereiro. Antes disso, mesmo sem contrato, o logo da Caixa permanece na camisa usada por atletas nas apresentações e em todo o material de exposição.


A última vez que o Alvinegro recebeu um valor semelhante com um patrocinador no espaço mais nobre do uniforme, foi em 2013, quando o Banco BMG pagava R$ 15 milhões por ano para apoiar o time liderado por Neymar.

A Caixa já patrocina Atlético-MG, Atlético-GO, Atlético-PR, Avaí, Bahia, Chapecoense, Corinthians, Coritiba, CRB, Cruzeiro, Figueirense, Flamengo, Goiás, Náutico, Paysandu, Sport, Vasco e Vitória. lancente

Jogou onde, parceiro? Renato aprova zoeira nas redes sociais e se diverte

Volante do Santos faz sucesso na web ao usar boné com frase de boleiro. Relação com fãs é boa, mas surgem desejos inusitados: "Torcedor pede para eu adotá-lo"

Aos 37 anos, Renato costuma ser discreto nas redes sociais. Nos últimos dias, no entanto, o volante viralizou na web. Isso porque postou uma foto saindo do treino de bicicleta e com um boné que traz uma frase muito dita por boleiros: "Jogou onde, parceiro?".

Querido pela torcida, que fala que ele joga "de terno", por sua classe, Renato se surpreendeu com a quantidade de comentários e compartilhamentos que a imagem recebeu. 

– Percebi (a repercussão), o pessoal comentando... Ganhei o boné faz tempo. Tenho até um outro boné com a frase: "Senta lá e aprende, juvenil". Já fiz viagens de concentração com ele. Os meninos brincam. Não sabia que teria uma repercussão tão grande em relação à publicação. Foi sem intenção. Demorei um dia para voltar com a bicicleta, fui de carona porque começou a chover no dia – diz o camisa 8 do Peixe ao GloboEsporte.com.


Renato tem boa relação com o torcedor nas redes sociais. O veterano revela que alguns fãs têm pedidos inusitados. E os corneteiros também não faltam.


– Eu procuro dar atenção. Não sou de postar muito, mas quando coloco um comentário ou outro tem um pessoal que segue bastante, responde. Alguns falam até para eu adotá-los (risos). Brincam muito comigo – comenta.

– Tem um pessoal que vai para o lado profissional: "Avisa para fulano jogar assim"... Depois de jogos, normalmente aparece uma coisa ou outra. Quando ganhamos é aquela festa, todo mundo tem de estar na Seleção (risos). Quando perdemos, todo mundo tem de sair. Estou acostumado. Os mesmos que xingam são os que elogiam. A gente vê em outras publicações, como aquela "nunca critiquei fulano". É bacana a interação – completa Renato.

O estilo tranquilo de Renato se reflete dentro de campo. O meio-campista atuou em todas as 38 rodadas do Campeonato Brasileiro no ano passado e só levou dois cartões amarelos.

O contrato do veterano volante com o Santos se encerra em 31 de dezembro deste ano, mas deve ser renovado por mais uma temporada.

*Colaborou sob supervisão de Leonardo Lourenço.

Renato, volante do Santos, com o boné que fez sucesso na internet: "Jogou onde, parceiro?" (Foto: Gabriel dos Santos)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Sem espaço no Sevilla com Jorge Sampaoli, meia Ganso negocia retorno ao Santos


Informação foi confirmada pelo técnico Dorival Júnior ao comentarista Fábio Sormani durante o FOX Sports Rádio desta sexta-feira. Jogador foi negociado pelo São Paulo em julho de 2016 por 9,5 milhões de euros


Em busca de um meia para a temporada, o Santos pode movimentar o mercado de transferências brasileiro. Segundo com informações apuradas por Fábio Sormani durante o FOX Sports Rádio desta sexta-feira (20 de janeiro) e confirmadas por Dorival Júnior, treinador da equipe, o Peixe está tentando contratar o armador Paulo Henrique Ganso. Sem sucesso no curto período no Sevilla (ESP), o jogador foi colocado de lado pelo treinador Jorge Sampaoli. Com isso, o time espanhol decidiu negociar o brasileiro, abrindo assim a possibilidade de retorno do atleta ao Brasil.




Destaque do São Paulo na Libertadores de 2016, o meia foi negociado com o Sevilla em julho do ano passado, rendendo cerca de 9,5 milhões de euros (cerca de R$ 34 milhões, em cotação da época) ao São Paulo. Parte deste valor foi repassado à DIS, grupo de investidores que detinha valores sobre os direitos do jogador. FoxSports

Atacante Victor Andrade critica Muricy Ramalho


Menino da Vila afirmou que o treinador não teve cuidado no seu processo de amadurecimento

Victor Andrade fez críticas a Muricy Ramalho em entrevista à ESPN Brasil. O formado nas categorias de base do clube e que trabalhou com o ex-treinador declarou que houve falta de cuidado por parte do então técnico em seu processo de amadurecimento.

Ao ser questionado se tiraria o chapéu para Muricy, o jogador questionou: "Não pode dizer para o Dorival, não?". 

"Não tenho nada contra (o Muricy), ele me subiu para o profissional. Mas algumas atitudes dele me prejudicaram, e a imagem que ficava não era o do Victor carismático. Para isso não tiro o chapéu", completou.

Segundo o atacante, que tem 21 anos e atua na segunda divisão alemã, o ex-técnico externava situações internas. Na época, o então comandante do Santos pediu publicamente para que o atleta tivesse mais humildade, pois se empolgava demais e deveria ter mais "pés no chão".

"Dentro de campo, ele falava comigo, tudo tranquilo, me orientava. Mas fora, falava coisas que não tinham necessidade. Ele não soube ter cuidado comigo e também com outros jogadores. Mas era um grande treinador, me subiu para profissional", afirmou.

Em 2014, Muricy falou novamente sobre Victor de forma pública. O treinador citou o nome do atleta para exemplificar casos de jogadores que subiram da base com problemas técnicos. A Tribuna On Line

Cleber revela se irá comemorar Gol no Corinthians, Ex-Clube, Pelo Santos

O Santos apresentou, na tarde desta sexta (20) no CT Rei Pelé, o zagueiro Cleber Reis. Aos 26 anos, o atleta que estava no Hamburgo (ALE) assina com o Peixe até janeiro de 2022. Também ex-Corinthians, o novo camisa 31 garante que, com respeito, irá comemorar caso faça gol no atual arquirrival.

“Tem que ter respeito por onde passamos. A gente nunca pode cuspir no prato onde comeu. Se fizer gol, comemoro com meus companheiros, com todo respeito ao clube. Abraço meus companheiros, dou uma risadinha, faço uma piadinha e já era”, explicou, de forma bem humorada, o defensor.


Cleber se coloca à disposição para atuar no esquema de um zagueiro pretendido por Dorival Júnior. Com boa saída de bola, o defensor revelou admiração por um companheiro de posição que tem o mesmo estilo. “Admiro o Sérgio Ramos. A forma que ele joga… É um jogo bonito, clássico. É um zagueiro completo”, disse.

Durante a apresentação, o jogador de 26 anos não escondeu a euforia por estar no time da Vila Belmiro. “Juro que nunca fiquei tão feliz em um clube como estou aqui. Até minha família fala que estou anormal de felicidade. Estou dormindo sorrindo e espero ajudar o Santos da melhor forma”, afirmou.

Com incômodo na panturrilha direita e desequilíbrio muscular nas coxas, Cleber não tem treinado com bola nessa semana. Apesar disso, se coloca à disposição para jogar desde já. “Se o Dorival me levar para a estreia do Paulista (dia 3, contra o Linense), dá para jogar. Até se fosse amanhã daria”, brincou o jogador.

O defensor custou pouco mais de R$ 7 milhões ao Santos e foi contratado principalmente para suprir a dupla de zaga titular em 2016. Lesionados e com previsão de retorno somente em abril/maio, Luiz Felipe e Gustavo Henrique não devem atuar na fase de grupos da Libertadores. Por Fernando Amaral

Primeira proposta não agrada, e Santos busca acordo com a Caixa

Meta da diretoria é fechar contrato de patrocínio master com renda de R$ 16 milhões para o clube. No ano passado, banco foi parceiro durante dois meses como experimento


Peixe anunciou parceria com a Caixa no ano passado (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC)

Santos e Caixa ainda não fecharam a parceria para 2017, mas buscam um acordo em uma reunião nesta sexta-feira, em Brasília. A primeira oferta do banco não agradou a diretoria do Peixe, que busca um acordo que renda R$ 16 milhões até o fim da temporada.

O banco foi parceiro do Alvinegro nos últimos dois meses como uma forma de experimento. A experiência agradou a Caixa, que tenta diminuir o valor a ser pago.

O último patrocinador master fixo do Peixe foi o Banco BMG, em 2011, que pagou R$ 15 milhões por ano para ocupar o principal espaço do manto do Alvinegro. Em 2014, a chinesa Huawei anunciou no master por um mês e desistiu de estender o contrato em 2015.

O Santos conta com outros três patrocinadores, são eles a Algar, Royal Air Maroc e Sil. Lancenet