No peito e na alma !

No peito e na alma !

domingo, 10 de dezembro de 2017

Ajuda da concorrência, diretor e auditoria: como Peres quer arrumar a casa no Santos


Novo presidente pretende iniciar a transição da diretoria a partir de segunda-feira

A posse de José Carlos Peres, eleito presidente do Santos no fim da noite de sábado, só será no dia 2 de janeiro, mas ele quer contar com a ajuda de Modesto Roma Júnior, que deixará o cargo, para iniciar a transição na diretoria e dar andamento no planejamento para 2018.

O recém-eleito pensa em três pontos para "arrumar a casa", como disse na primeira entrevista coletiva como presidente do Peixe: ajuda da concorrência, direção executiva e auditoria.

José Carlos Peres conta como quer "arrumar a casa" no Santos (Foto: Lucas Musetti)


Me ajuda aí!

Peres quer contar com a ajuda de Modesto Roma na sua gestão. Além dele, convidará Andres Rueda e Nabil Khaznadar, cabeças das outras chapas derrotados na eleição deste sábado, para integrar a diretoria.

– Convido a todos para o governo. É momento de união e humildade para arrumar a casa. Na segunda, pretendemos iniciar a transição. Temos algumas tratativas, não gostaríamos de anunciar ninguém por enquanto. Vamos esperar segunda-feira para iniciar os trabalhos.

Homem forte

Peres procura um diretor executivo para comandar o futebol. Há negociações em andamento.

– Estamos conversando com dois diretores executivos, que estão trabalhando. Eles têm história e o perfil do Santos. Ele (o executivo) vai nos ajudar a escolher todas as opções de reforços que já temos. E também o treinador – disse o novo presidente.

Auditoria

A gestão de José Carlos Peres contratará uma auditoria para analisar os contratos deixados pela antiga diretoria:

– Diria para você que a partir de janeiro, teremos uma big four, uma empresa entre as quatro maiores para fazer uma auditoria no Santos. Algo muito forte. Queremos fazer o portal da transparência. Traremos o Santos de 2000, com todos os balanços até agora. Vamos publicar para que o sócio veja como o Santos subiu e desceu. Auditoria será plena, séria, consistente. Se descobrirmos algum esqueleto, vamos fazer o que for preciso para proteger o clube. Globoesporte

Apesar da vitória de Peres, urnas suspeitas favoreceram Modesto: “Vergonha”

Após quase 14 horas de votação e apuração, José Carlos Peres foi eleito o novo presidente do Santos na noite do último sábado. Apesar da mudança no comando do clube, as eleições foram marcadas por denúncias, atrasos e polêmicas.


As urnas de número nove e dez na Vila Belmiro, e cinco na Federação Paulista de Futebol, em São Paulo, ficaram sob suspeita de membros da oposição. A urna dez, inclusive, fez a apuração começar com um atraso de quase quatro horas.

Apesar das denúncias e fiscalização dos opositores, que até ‘expulsaram’ da fila em SP um grupo com dez chineses, os resultados na apuração mostraram que Modesto Roma realmente foi favorecido nas urnas suspeitas.



Em São Paulo, o atual mandatário recebeu 181 votos, sendo que 80 foram apenas na urna cinco. Já no ginásio da Vila Belmiro, a urna dez constou 290 votos para Modesto, enquanto o vencedor Peres recebeu apenas 25.

“Todos tiveram grande importância no processo, principalmente os mesários e fiscais que atuaram nas urnas 9 e 10 em Santos, e 5 em São Paulo. Não é só porque ganhamos que vamos esquecer disso É uma vergonha! Graças a Deus a oposição venceu. Se outra chapa de oposição vencesse, eu ficaria contente, mas a situação não poderia permanecer. A situação foi defenestrada. O Santos é um vaso que caiu do sexto andar e espatifou em dezenas de pedaços. A partir de segunda-feira, vamos conversar com todas as concorrentes para unir o clube. Clube vai começar a partir de já”, afirmou Orlando Rollo, novo vice-presidente do Santos.

José Carlos Peres vence e é eleito presidente do Santos até 2020

Candidato era opositor de Modesto Roma Júnior e se aliou com Orlando Rollo, seu ex-oponente em 2014



O empresário José Carlos Peres, de 69 anos, foi eleito presidente do Santos neste sábado. O paulistano derrotou Modesto Roma Júnior, Andres Rueda e Nabil Khaznadar.

Ele tem como vice Orlando Rollo, seu ex-adversário em 2014. O mandato será válido até o fim de 2020.

Uma das principais promessas é levar metade dos jogos para o Pacaembu e tornar o Peixe mais presente na capital paulista e internacionalmente.

sábado, 9 de dezembro de 2017

Novo Presidente !!!

José Carlos Peres é o novo presidente do #Santos.



Quaresma, vice de Rueda, abraça o presidente Peres #Santos


Modesto acabou em terceiro #Santos

Total geral: 
Peres: 2.411 
Nabil: 692 
Rueda: 1907 
Modesto: 1805

Com clima tenso, santistas escolhem novo presidente neste sábado

O dia 9 de dezembro de 2017 será histórico para o Santos. Porém, não trata-se da disputa de uma final de campeonato, mas da definição de quem comandará o clube pelos próximos três anos. A partir das 10h (de Brasília), começam as eleições presidenciais do Peixe.

O atual mandatário Modesto Roma Júnior, da ‘Santos Gigante’, irá concorrer com José Carlos Peres, da chapa ‘Somos Todos Santos’, Andres Rueda, da ‘Santástica União’, e Nabil Khaznadar, do grupo ‘O Santos Que Queremos’.

E ao contrário do que se espera de um processo democrático, as eleições do alvinegro ficaram marcadas por denúncias, “fake news” nas redes sociais e ataques entre os rivais durante debates e entrevistas. Na última quinta-feira, inclusive, os três candidatos de oposição se uniram para pedir uma investigação ao GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), órgão do Ministério Público, sobre uma eventual prática criminosa por conta do ‘boom’ de sócios do Peixe no fim de 2016.

“Vamos fazer uma reformulação completa no Santos, com direito a vassourinha e tudo. Temos um bom projeto. E sou o único candidato que pode unir todos os santistas. Menos ódio e mais união”, afirmou José Carlos Peres em contato exclusivo com a Gazeta Esportiva.

Nabil Khaznadar, por sua vez, afirma ser ‘única e verdadeira oposição’ nas eleições do Peixe. “Estamos aí para fazer um Santos diferente, com uma gestão transparente e profissional. Tenho certeza que o torcedor quer isso. O santista não aguenta mais ser enganado”,
 disse.


Santos irá definir neste sábado o seu presidente pelos próximos três anos (Foto: Ricardo Saibun/ Divulgação Santos FC)

Já Andres Rueda, único candidato que não participou do pleito de 2014, acredita ser o mais preparado para assumir pelos próximos três anos. “O sócio pode ter certeza que a nossa chapa entregará exatamente o que se comprometeu. É só bater o currículo de cada candidato. Para gerir uma empresa do porte do Santos, acreditamos ser os mais competentes”.

Por fim, o atual presidente Modesto Roma Júnior quer a construção de uma nova arena na Baixada Santista e faz questão de exaltar que passou os últimos três anos pagando as dívidas da antiga gestão, comandada por Odílio Rodrigues.

“Caminhando para acabar com as débitos deixados no passado e com a criação do novo plano de sócios, que já fizemos nesta temporada, dá para dizer que os dois principais objetivos para os próximos três anos serão as conquistas de títulos no time profissional e avançar para erguermos a nossa casa nova”. Gazeta Esportiva

Hamburgo vai à Fifa contra o Santos por dívida na venda de Cleber, diz jornal


Peixe justificou "invalidade esportiva" para não pagar pelo zagueiro

O Santos não pagou os 2 milhões de euros (cerca de R$ 7,3 milhões) ao Hamburgo, da Alemanha, pela contratação do zagueiro Cleber, em dezembro de 2016. O clube europeu promete ir à Fifa contra o Peixe. As informações foram publicadas pelo "Diário de S.Paulo".

O jornal ainda informou que o Santos deve também ao agente e tradutor Cidimar Rodrigues, que participou das reuniões com o empresário Luiz Taveira, autorizado pelo Peixe a negociar a chegada de Cleber.

O GloboEsporte.com teve acesso a um e-mail de 30 de novembro enviado por Julius Becker, diretor jurídico do Hamburgo, a Cidimar Rodrigues. No texto, em alemão, o profissional diz que o Santos justificou a dívida por "invalidade esportiva" de Cleber.

Becker contesta, relatando que o zagueiro foi emprestado ao Coritiba, em agosto. No time paranaense, o jogador atuou sem limitações. Assim, o Hamburgo iria à Fifa contra o Peixe para receber o pagamento.


Cléber Reis foi emprestado ao Coritiba (Foto: Divulgação/Coritiba)

O e-mail de Becker diz que o Santos não pagou "nenhum centavo" ao Hamburgo e que o clube "mentiu ao dizer que Cleber estava com problema no joelho".

De acordo com o jornal, Becker, Rodrigues, o presidente do Santos, Modesto Roma, e o empresário Luiz Taveira conversaram por telefone em agosto. Na ocasião, Rodrigues convenceu o clube alemão a não cobrar uma multa de 250 mil euros (cerca de R$ 1 milhão). O tradutor cobrou 25 mil, 10% do valor, pelos serviços prestados, mas não recebeu. Globoesporte

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Victor Ferraz agradece interesse de Dorival em levá-lo ao São Paulo


Clube do Morumbi manifestou interesse no atleta, mas diretoria do Santos prontamente negou qualquer tipo de conversa com os rivais por contar com o jogador para 2018


O interesse do São Paulo em ter o lateral Victor Ferraz, do Santos, para a próxima temporada ficou apenas no planejamento do técnico Dorival Júnior, já que a diretoria santista barrou qualquer tipo de negociação. Mesmo assim, o camisa 4 do clube da Vila Belmiro fez questão de agradecer o treinador são-paulino pelos elogios e pela indicação para atuar na equipe do Morumbi.


Lateral que estava na mira do São Paulo vai iniciar sua quinta temporada no Peixa (Divulgação)Foto: LANCE!

- Na verdade, tenho contrato de mais dois anos. Vou iniciar a quinta temporada no Santos. Soube do interesse do São Paulo, mas tenho contrato. Tem eleição no Santos e nem tem como falar muita coisa, concluiu o santista.

Precisando de um lateral-direito para a montagem do elenco do ano que vem, o São Paulo busca alguns nomes no mercado. O de Victor Ferraz foi o primeiro pesado pela comissão técnica, mas o presidente Modesto Roma Júnior, do Santos, informou que não abriria negociações.

Sem a possibilidade contar com o jogador do rival, os são-paulinos miram o lateral William, atualmente no Wolfsburg, da Alemanha, e Dudu, do Figueirense. Ambas as negociações estão em curso e podem ter um desfecho a qualquer momento. Vale lembrar que a posição é a principal carência do atual elenco. lANCE

Santos faz oferta e aguarda resposta de Robinho após recusa ao Galo

Peixe oficializou proposta ao atacante há 20 dias e espera retorno na semana que vem. Rei do Drible tem contrato com o Atlético-MG no fim e não vai renovar


Não se confunda, a notícia é atual. O Santos aguarda a resposta de Robinho após saber que o atacante não terá seu contrato com o Atlético-MG renovado. O vínculo termina nesta temporada. A oferta do Peixe foi feita há 20 dias e também depende do resultado da eleição presidencial, que acontece neste sábado, já que o atual presidente, Modesto Roma Júnior, concorre à reeleição e tem três adversários: Andres Rueda, José Carlos Peres e Nabil Khaznadar.

Desta vez, o Peixe não precisou de parceiros para demonstrar interesse no Rei do Drible. Com a saída de Lucas Lima, a diretoria direcionou o valor que era pago ao camisa 10, um dos maiores do elenco ao lado de Ricardo Oliveira e Vanderlei.

A proposta santista é de um contrato de quatro anos, sendo que os últimos dois anos teriam valores variáveis, provavelmente por produtividade. Aos 33 anos, Robinho fez 54 jogos e 13 gols na temporada. Inclusive, chegou a ficar no banco de reservas, mas recuperou a titularidade após a chegada do técnico Oswaldo de Oliveira ao Galo e se tornou um dos principais jogadores da equipe.

A ida do atacante ao Atlético-MG em 2016 gerou revolta na torcida do Santos, já que Robinho nunca havia defendido outro clube brasileiro. Na época, o camisa 7 deixava o Guangzhou Evergrande, da China, e também tinha propostas do Peixe na mão, mas priorizou a melhor oferta salarial.

A última passagem de Robinho pela Vila Belmiro terminou em 2015. Ele havia chegado em 2014, emprestado pelo Milan, da Itália. Seu primeiro retorno aconteceu em 2010, quando deixou o Manchester City, da Inglaterra. Nesta ocasião, atuou ao lado de Neymar e foi campeão da Copa do Brasil, seu terceiro título nacional pelo Alvinegro.

Ele se tornou ídolo do Santos logo que subiu, em 2002, ao ser campeão brasileiro e tirar o clube de uma fila de quase 18 anos, título vencido também em 2004.

No momento, Robinho passa férias nos Estados Unidos e tem compartilhado fotos com Elano, atual técnico do Santos e seu amigo com quem também jogou no Peixe.

No total, o Rei do Drible tem 246 partidas pelo Santos e 109 gols. 
LANCENET

Oposição do Santos pede que Ministério Público investigue eleição no clube


Candidatos suspeitam de lista de sócios, mas promotoria só deve analisar requerimento após o pleito

Os três candidatos de oposição do Santos - José Carlos Peres, Nabil Khaznadar e Andres Rueda - solicitaram ao Ministério Público a instauração de um inquérito para apurar uma suspeita de fraude na eleição para presidente do clube, marcada para este sábado.

O requerimento se baseia em reportagens da "ESPN" que apontam que mais de duas mil pessoas se associaram ao Santos nos 17 dias finais do prazo para participação da eleição, que terminou em 9 de dezembro de 2016. O número representa cerca de um terço de todas as associações daquele ano, e é maior do que a soma de novos associados de julho, agosto, setembro e outubro de 2016.

O pedido foi protocolado nesta quinta-feira no núcleo de Santos do Gaeco, grupo do Ministério Público especializado na investigação do crime organizado.

Um membro do Gaeco confirmou à reportagem o recebimento do documento, mas disse que o grupo não será o responsável por analisá-lo, já que o caso não se enquadra nas atribuições do núcleo. Os candidatos responsáveis pela denúncia teriam sido alertados disso, mas insistiram no protocolo.

O requerimento será enviado à Promotoria Criminal de Santos, que poderá instaurar o inquérito ou arquivá-lo. De qualquer forma, o mais provável é de que ele só seja analisado a partir de segunda-feira, dois dias após a eleição, já que esta sexta é feriado judicial.


Oposição se une por investigação no Santos (Foto: Lucas Musetti)

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira, Rueda, Khaznadar e Peres admitiram não ter provas além do que foi publicado nas reportagens. O atual presidente, Modesto Roma Júnior, candidato à reeleição, negou irregularidades.

– Nós nos sentimos prejudicados e queremos o levantamento do Gaeco com as provas, não nossas, mas expostas pela imprensa. Pelo que sabemos, é crime organizado. Queremos que a polícia vá fundo atrás disso – disse Nabil Khaznadar.

– Como disse Andres e Nabil, não estamos acusando ninguém, estamos nos focando na denúncia da imprensa. O que fazemos aqui é tomar providência que torcida nos cobra. Não podemos ser passivos. Não temos provas concretas, mas as provas que a imprensa tem demonstrado são robustas e merecem atenção do Ministério Público – afirmou José Carlos Peres.


Oposição pede investigação antes de eleição no Santos (Foto: GloboEsporte.com)

O candidato Andres Rueda diz que o pedido de investigação formulado pela oposição não tem o objetivo de adiar ou suspender a eleição.

– Isso tudo tem que ser resolvido antes da eleição. Se for para a Justiça, deixará o clube sem governança. Nosso pedido é que as urnas sejam acompanhadas por autoridades, mesas, presidentes de mesa, fiscais... Com tudo isso que está acontecendo, seria de bom grado que tivesse uma autoridade presente. Nossa posição é muito clara. Não estamos acusando ninguém, só estamos exercendo direito que temos em razão das denúncias – explicou.

Antes do pedido de investigação, a oposição conseguiu mudar a ordem de votação, que será por ordem numérica, não mais alfabética. Na prática, os eleitores que se associaram por último – justamente sobre quem recaem as suspeitas – depositarão seus votos nas últimas urnas.

Algo parecido foi feito na eleição do Vasco, no mês passado, em que eleitores questionados pelas chapas de oposição votaram numa mesma urna, a sete – a polícia do Rio diz que há indícios de fraude.

Modesto Roma nega irregularidades (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Ao GloboEsporte.com, Modesto justificou o aumento de sócios:

– Com a classificação para a Libertadores, é normal um aumento de sócios. De maio a setembro, com o novo programa de sócios, tivemos aumento de sete mil. Não há nada errado, nenhuma grande novidade. No período de eleição, surgem muitas mentiras – disse.

A eleição do Santos está marcada para esse sábado, a partir das 10h, na Vila Belmiro e na Federação Paulista de Futebol.

Bruno Henrique se considera uma referência no Santos

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Eleição presidencial trava renovação do Santos com Ricardo Oliveira

Quase uma semana após o término do Campeonato Brasileiro, Ricardo Oliveira ainda não decidiu se permanecerá no Santos em 2018. Mesmo com as negociações em andamento, um desfecho só deve acontecer após o próximo sábado, quando acontece a eleição presidencial no clube.

O atual mandatário, Modesto Roma Júnior, fez a proposta de renovação em maio. Oliveira queria um aumento salarial e mais dois anos de vínculo. A diretoria do Peixe, porém, ofereceu o mesmo salário atual e um ano de contrato com opção de renovação automática.


Ricardo Oliveira deve definir seu futuro somente na próxima semana (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Os representantes do camisa 9 alegaram que outros candidatos à presidência ofereceram valores superiores, ‘travando’ a renovação. Além disso, o staff também alega que Oliveira já foi procurado por Atlético-MG, Cruzeiro, Flamengo e Internacional.

Para completar, na última semana, Oldegard Filho, um dos empresários do centroavante, em contato com a ESPN, relatou que ele está com o direito de imagem atrasado. Apesar dos entraves, Ricardo Oliveira tem o desejo de permanecer na Vila Belmiro. Porém, ele pretende esperar a definição do novo presidente para negociar com calma sua renovação.Eleição presidencial trava renovação do Santos com Ricardo Oliveira. Gazeta Esportiva

Jornal Marca da destaque para Eleição do Santos FC


Um dos principais jornais da Europa o "Marca" trouxe uma matéria sobre a Eleição do Santos FC, nela o Jornal ressalta o time de Pelé e de Neymar, Porém que depois dessa era não ficou com credibilidade no mercado devido conturbada transferência para Barcelona.


Salientaram que Peres pode colocar o Santos novamente nos trilhos, devido seus vínculos com uma longa lista de equipes europeias durante seus anos no conselho de diretores do Santos, como por exemplo bom relacionamento com clubes europeus de primeira linha incluindo o Real Madrid.

Abaixo segue link da matéria 
http://www.marca.com/futbol/futbol-internacional/2017/12/07/5a2932cb268e3ee7748b465b.html

Naldo Faustino